João Paulo Medeiros

Comunidade LGBT continua ‘invisível’ para maioria da Câmara de Campina Grande

Foto: Ascom
Foto: Sofia Isbelo/Levante Popular da Juventude

Depois de rejeitar um requerimento apresentado pela vereadora Jô Oliveira (PC do B), para realização de uma audiência pública que discutiria políticas públicas para a comunidade LGBT, boa parte dos vereadores de Campina Grande parece continuar entendendo como ‘invisível’ essa parcela da sociedade.

E digo isso porque, desde a rejeição do requerimento, representantes de entidades e membros da comunidade protestam nas galerias da ‘Casa’.

Ontem, por exemplo, muitos deles exibiram cartazes tentando chamar a atenção da Câmara.

Veja também  Prefeito paraibano vira réu no TJPB por pagamento de R$ 20 mil em diárias

Mas, por enquanto, a causa não conseguiu demolir a insensibilidade de alguns dos integrantes do Legislativo municipal. Não há, por enquanto, abertura para a discussão.

Em vez disso, a Câmara realizou dias atrás uma sessão especial sobre o Dia do Designer de Interiores.

Foto: reprodução

Um outro requerimento foi apresentado pedindo, mais uma vez, a realização da audiência.

Os pedidos, até agora, continuam na invisibilidade. As cores dos cartazes, as vozes e os protestos na Câmara, também. Até quando???