André Telis

Alopecia, a doença que motivou tapa no Oscar: entenda o problema

Confusão entre os atores Will Smith e Chris Rock colocou a doença em evidência.

Reprodução G1

O que é Alopecia, doença que motivou tapa no Oscar.

Talvez o Oscar 2022 seja lembrado não pela consagração de No ritmo do coração como o grande vencedor da noite, mas  pelo tapa que Chris Rock levou no rosto após fazer uma piada  sobre o corte de cabelo adotado pela atriz Jada Pinkett Smith. Ela é esposa do ator Will Smith, vencedor na categoria melhor ator e autor do agressão.

Jada sofre de uma condição hereditária chamada Alopecia areata.

Alopecia areata

A alopecia areata tem envolvimento do sistema imunológico. Ela é considerada uma doença autoimune por que o nosso organismo passa a  reconhecer os pêlos e folículos pilosos como invasores e ativa o sistema de defesa contra células do próprio corpo.

A doença pode ter início em em qualquer idade, havendo um pico de incidência entre os 20 e os 50 anos, sendo que 60% dos doentes apresentam o primeiro episódio da doença antes dos 20 anos.

Ela pode ocorrer tanto em homens como em mulheres, com uma maior incidência em homens.

É importante diferenciar a alopecia areata da alopecia  androgenética, que está relacionada à queda de cabelos geneticamente determinada e tem forte associação com alterações hormonais. Homens e mulheres são afetados pela calvície, que se torna mais aparente a partir dos 40 ou 50 anos. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a doença se desenvolve desde a adolescência, quando o estímulo hormonal aparece e faz com que, em cada ciclo do cabelo, os fios venham progressivamente mais finos.

O cabelo mais ralo é o principal sintoma da calvície. Nos homens, as áreas mais abertas são a coroa e a região frontal, conhecida como as típicas “entradas”. Nas mulheres, a região central é mais acometida. Apesar de genética, fatores podem piorar a calvície, como a menopausa e o uso de suplementação de hormônios masculinos.

Aspectos clínicos

Na alopecia areata, os pacientes relatam perda repentina de cabelos e o surgimento de áreas sem cabelo.

Ano passado, na edição 21 do BBB, da Rede Globo, as falhas no cabelo do participante Lucas Penteado chamaram a atenção. Depois que saiu do confinamento, Lucas afirmou que sofria de alopecia areata.

 

A lesão característica da doença é uma zona sem cabelos ou pelos, lisa, com coloração da pele normal atingindo o couro cabeludo ou qualquer área do corpo.

As placas de alopecia areata são habitualmente assintomáticas, embora vários doentes queixem-se de sensações dormência ou coceira no local, dor ou até sensação de ardor.

Alopecia, doença que motivou tapa no Oscar, pode também causar problemas de relacionamento. Ano passado, nas redes sociais, se discutia se o comportamento de Lucas no programa tinha ou não relação com a doença. Ele desistiu do confinamento nas primeiras semanas.

Veja também  Quantas horas de sono devo dormir?

 

alopecia areata central
Reprodução: Sociedade Brasileira de Dermatologia

Alopecia total

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em casos mais graves, pode ocorrer a perda total de pêlos do corpo, sendo afetados o couro cabeludo, os cílios, supercílios, a barba e o bigode, axilas e áreas genitais.

Causas

A alopecia areata é uma doença multifatorial com componentes do sistema imune, em pessoas com uma predisposição genética. Essas pessoas tem em até 40% das vezes, outros parentes com o mesmo problema.

Outro indício de participação de fatores genéticos na alopecia areata é a frequente associação com atopia (predisposição a alergias de pele e asma) condição sabidamente hereditária.

Portanto, os inúmeros estudos existentes mostram importante participação de fatores genéticos na gênese da alopecia areata, que possivelmente é doença multigênica,com participação de genes relacionados tanto à susceptibilidade como à gravidade da doença.

Também existem muitas evidências da participação de mecanismos imunológicos. A associação com doenças auto-imunes, a presença de anticorpos circulantes de várias naturezas são algumas das explicações, mas os cientistas não chegaram a uma conclusão definitiva.

Algumas doenças consideradas autoimunes também podem estar coexistir. Doenças auto-imunes da tireóide e vitiligo, mas também anemia perniciosa, lúpus,  miastenia graves, artrite reumatóide, polimialgia reumática, colite ulcerativa  diabetes, síndrome endocrinopática associada à candida

Doença de fundo Emocional

Alguns estudos sugerem que o estresse emocional contribua para a alopecia areata, tanto no surgimento como também na progressão da doença.

Algumas alterações bioquímicas que acontecem nas doenças psíquicas, como alterações nas substâncias conhecidas como neuromediadoras podem ser uma explicação para o essa associação entre doenças psiquiátricas e a doença. Além disso, nesse tipo de doenças, em que a própria doença produz evidentes alterações psicológicas pelo prejuízo na auto-imagem, é preciso considerar não só a possibilidade de os fenômenos emocionais interferirem na afecção, como também a de a própria enfermidade produzir alterações psicológicas importantes.

Real causa permanece desconhecida

Apesar dos inúmeros estudos que tentam explicar a causa da alopecia areata, a real etiologia desconhecida e continua a ser objeto de investigação.

Diagnóstico

O diagnóstico é clínico e geralmente é feito de forma simples nos casos comuns. Em casos mais difíceis, até biópsia do couro cabeludo ou de áreas acometidas pode ser necessário.

Tratamento da alopecia: doença que motivou tapa no Oscar.

O tratamento da alopecia areata é apenas sintomático e não altera o prognóstico da doença, tornando-se sempre importante a consideração do risco/benefício dos tratamentos sistêmicos e dos fatores prognósticos. O período mínimo para avaliação de qualquer tratamento é de três meses.

Injeção de esteroides, fatores crescimento sob a superfície da pele, medicamentos aplicados à pele, terapia com luz ultravioleta, laser e led e medicação administradas por via oral são opções para tratar a doença

É sempre muito importante procurar um dermatologista no caso de suspeita, esse é o especialista indicado para casos de doenças na pele, unhas e cabelo.