Antropólogo propõe historiografia do Vale

Livro do antropólogo Carlos Alberto Azevedo ‘O Vale dos Dinossauros’ será lançado nesta quinta-feira (2) na Livraria do Luiz.

O antropólogo Carlos Alberto Azevedo lança hoje, às 17h, na Livraria do Luiz, em João Pessoa, o livro O Vale dos Dinossauros (Ideia, 126 páginas, R$ 20,00).

O estudo ambiciona, segundo o autor, dar o pontapé inicial para que seja escrita uma história definitiva sobre o Vale dos Dinossauros (unidade de preservação situada em 30 localidades do Alto Sertão da Paraíba, nas imediações do município de Sousa).

"O Vale dos Dinossauros deveria ter sido tombado pelo patrimônio histórico já na década de 1970", defende Azevedo, que começa o livro destacando o "lado preservacionista" do cineasta Linduarte Noronha, que estava à frente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep) naquela década.

Veja também  Paraíba encerra mais uma etapa de inscrições da Lei Aldir Blanc nesta terça (26)

"Linduarte foi um dos que mais lutaram pelo tombamento da região, proposta que foi recusada pelo instituto na época", atesta o pesquisador. "A medida teria diminuído consideravelmente o desgaste daquela área".

O Vale foi reconhecido oficialmente em 2002. É lá que se concentra o maior número de pegadas de dinossauros por território ao redor do mundo.