Operação do Procon-JP interdita duas agências bancárias na capital

Segundo o órgão, agências, localizadas na Lagoa e na General Osório, não cumpriam a ‘Lei das Filas’, entre outras normas.

Duas agências bancárias de João Pessoa foram interditadas nesta sexta-feira (24), durante a operação Via Crucis, realizada pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP). Segundo o órgão, as agências descumpriam a legislação consumerista.

Entre os problemas encontrados nos estabelecimentos, estava o não cumprimento da ‘Lei das Filas’, além da falta de serviços, a exemplo de cadeiras para obesos, sanitários, água potável, acessibilidade e precário atendimento preferencial. Ao todo, foram 28 itens fiscalizados nas agências.

Foram fechadas as agências da Caixa Econômica Federal no Viaduto Damásio Franca, na Lagoa, e a do Santander, na rua General Osório. Ambas já registravam reclamações de consumidores pela má prestação do serviço. "Tentamos o diálogo, penalidades como multas e, se não adiantou, é porque está havendo um descaso", afirmou o secretário do Procon-JP, Helton Renê.

De acordo com o Procon-JP, os bancos só devem reabrir após as adequações necessárias. "Elencamos 18 itens, além de 10 outros relativos à segurança, para que os bancos realizassem um atendimento a contento a população" disse o secretário-adjunto do Procon, Marcos Santos. "Para se ter uma ideia, dos 18 primeiros itens, a Caixa Econômica estava descumprindo 12, e o Santander, dos 28, só cumpria nove", elencou.

Veja também  João Pessoa é a terceira capital com maior alta no preço da cesta básica

O Procon afirmou que uma reunião foi realizada no dia 18 de junho para discutir soluções para os problemas. Durante o encontro, ficou acordado que os bancos entregariam, no dia 30 de junho, um Plano de Metas que contemplasse melhorias. "Não houve uma resposta positiva e as agências continuam descumprindo a legislação", disse Helton. Segundo ele, a operação deve continuar em outras agências.  

Em nota, o banco Santander afirmou que tem trabalhado para melhorar os serviços e processos oferecidos aos clientes nas agências. A Caixa Econômica comentou, por meio da assessoria de comunicação, que está providenciando as mudanças apontadas pelo Procon e que o atendimento ao cliente é um dos focos do banco. Na nota, a Caixa afirma que vem investindo em modernização de equipamentos, processo e na expansão da rede de atendimento.