Camila Esposte
Láuriston Pinheiro

Orquestra de Samba de Mulheres realiza show especial em João Pessoa

Evento apoiado pela Cachaça São Paulo acontece neste sábado, no Theatro Santa Roza

Orquestra de Samba de Mulheres. Foto: Thercles Silva
No mês das mulheres, a Orquestra de Samba de Mulheres reafirma o protagonismo da voz feminina em um espaço ainda marcado pela predominância dos homens.
Incentivadas pelo sucesso da última apresentação, as sambistas retornam aos palcos neste sábado (19), às 20h, no Teatro Santa Roza.
Em apoio à apresentação, a Cachaça São Paulo se une à Orquestra de Samba para tornar a noite ainda mais especial. Além de ser um dos patrocinadores, haverá um estande para degustação de cachaça de alambique do Engenho São Paulo. No local, serão apresentadas as cachaças São Paulo Cristal, Amburana e Carvalho.
“Para nós, estarmos juntos nesse projeto que celebra a voz e o protagonismo feminino é muito especial, principalmente por acreditarmos na força da mulher paraibana dentro da sociedade”, comenta Luciana Fernandes do Engenho São Paulo.
Orquestra de Samba de Mulheres
A ideia de reunir musicistas mulheres para fazer um samba nasceu das amigas cantoras, compositoras e sambistas, Helô Uehara e Polyana Resende.
Junto a elas, se uniram ao projeto as cantoras Savanna Aires, Salete Marrom e Renata Arruda, acompanhadas pela ‘Orquestra Popular de Samba de Mulheres’, com as instrumentistas Ana Carla Santos, Ailma Ribeiro, Dell Santos, Elen Santana, Elma Virgínia, Hellenn Leal e Fabiane Fernandes.
Sobre o Engenho São Paulo
Com aproximadamente 620 hectares, o Engenho São Paulo foi fundado em 1909 e suas atividades, na época, eram voltadas principalmente para a produção de açúcar mascavo, mel e rapadura, às várzeas do Rio Paraíba.
A partir do final da década de 1930, o engenho direcionou sua produção para a cachaça de alambique e desde então foi crescendo e conquistando mercado.
A tradição atravessou gerações e atualmente o Engenho São Paulo agrega filhos e netos, que mantém a originalidade e o sabor característicos da bebida em safras anuais, de acordo com os períodos de moagem, fermentação, destilação e armazenamento até chegar ao engarrafamento.

Veja também  Prêmio Latam 2022: MRV se destaca entre empresas da América Latina e traz troféu de ouro por seu relacionamento com o cliente