Veja onde se vacinar contra a gripe em João Pessoa

Para as pessoas que se vacinaram contra a Covid-19, a recomendação é para que respeitem um intervalo de 14 dias para tomar outras vacinas, inclusive esta da Influenza.

Vacinação contra a gripe é ampliada para público geral em Cabedelo. Foto: reprodução
vacinação contra a gripe
Foto: reprodução

A vacinação contra a gripe continua em João Pessoa. Desde o dia 12 de julho a Campanha de Vacinação contra a Influenza foi ampliada para o público em geral. A vacinação, para a população a partir dos seis meses de idade, acontece nas Unidades de Saúde da Família (USFs), das 7h às 11h e das 12h às 16h.

Segundo a prefeitura, o imunizante também estará disponível nas policlínicas municipais do Cristo, das Praias, de Mandacaru e de Mangabeira, das 7h às 17h; e no Centro de Imunização, localizado na Torre, no horário das 8h às 16h.

Para as pessoas que se vacinaram contra a Covid-19, a recomendação é para que respeitem um intervalo de 14 dias para tomar outras vacinas, inclusive esta da Influenza.

De acordo com os dados da Prefeitura de João Pessoa, nenhum grupo prioritário atingiu a meta de imunização e estão abaixo dos 95% vacinados. Além disso, ao todo, 70.740 pessoas sem comorbidades já foram vacinadas contra a gripe.

– Comorbidades: 15.779 (cobertura vacinal de 56%)
– Crianças: 46.288 (cobertura vacinal de 72,7%)
– Gestantes: 5.558 (cobertura vacinal de 61,3%)
– Idosos: 73.473 (cobertura vacinal de 66,7%)
– Professores: 6.337 (cobertura vacinal de 53%)
– Trabalhadores de saúde: 20.094 (cobertura vacinal de 51,9%)

Locais de vacinação contra Influenza em João Pessoa

Policlínicas – 7h às 17h

  • Mangabeira
  • Mandacaru
  • Cristo
  • Praias

Centro de Imunização Municipal (Torre) – 8h às 16h

Sobre a influenza

A influenza afeta o sistema respiratório e é de alta transmissibilidade, por ser uma infecção viral aguda. Os sintomas são febre alta, que dura em torno de três dias, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse. Em casos mais graves pode existir a dificuldade para respirar e ocorrer a necessidade de hospitalização.

A vacinação previne o surgimento de complicações decorrentes da doença, reduzindo os sintomas, que inclusive podem ser confundidos com os da covid-19. Mesmo quem se vacinou em anos anteriores precisa reforçar a proteção porque o vírus sofre mutações e a vacina tem novas cepas. O imunizante protege da influenza B e dos dois tipos da Influenza A: H1N1 e H3N2.