Vilar esquece o passado à frente do Treze

Vilar esquece o tempo que foi treinador do Galo

Marcelo Vilar não tem como negar a identificação com o Treze. Afinal, foram mais de três anos dirigindo o Galo, com direito a dois títulos estaduais e momentos marcantes – como os duelos com o Santa Cruz, pela Série D do ano passado.

Mas o técnico está disposto a apagar essas lembranças. Desde que foi confirmado pelo Botafogo para comandar a equipe em 2013, Vilar vem insistindo para deixar o passado em paz.

“Não quero mais falar do Treze. Sou técnico do Botafogo e só vou responder a perguntas relacionadas ao clube. Sou profissional e aceitei o projeto do Botafogo”, explicou o treinador, em entrevista recente à Rádio CBN.

O mesmo se aplica aos ex-trezeanos que fazem parte do elenco do Belo. Para Marcelo Vilar, seria melhor tratá-los como “jogadores indicados pelo técnico”.

“Muita gente anda falando besteira, como se esses jogadores tivessem sido formados no Treze. Eles chegaram ao Treze indicados pela comissão técnica. E é nessa condição que eles vêm para o Botafogo, São jogadores de confiança do treinador”, disse Vilar, se referindo principalmente ao zagueiro André Lima e ao meia Doda, que trabalharam com Vilar em outros clubes.

Veja também  José Américo x Alto do Mateus e Varadouro x Manaíra são jogos desta quinta pela Copa João Pessoa

Além deles, Vilar também indicou o meia Fábio Neves (que trabalhou com ele no América-RN) e o volante Sandro (que teve uma passagem pelo Uniclinic-CE quando o treinador estava por lá).

De qualquer forma, o Botafogo de hoje não se resume aos jogadores indicados por Vilar. O treinador se mostrou empolgado com dois outros jogadores que já faziam parte do elenco botafoguense: o zagueiro Sadan, destaque do time que disputou a Copa Paraíba, e principalmente o atacante Edgard.

“O Edgard é um jogador importante para qualquer treinador. Ele tem características bem particulares. É um homem de frente, forte fisicamente e que pode ser aproveitado em muitas situações de jogo. Como treinador, sempre gostei de jogadores com essas características”, revelou Marcelo Vilar.