Treze divulga balanço das contas de 2020, aprovadas pelo Conselho Deliberativo, mas com déficit

Diretoria afirmou que o grande déficit se deu por conta dos vários bloqueios de cotas, que são feito através de ações judiciais, em sua maioria trabalhistas.

Walter Júnior, presidente do Treze | Foto: Reprodução / Treze

A cúpula do Treze divulgou na última terça-feira o resultado de uma reunião realizada com o conselho deliberativo, onde os números do financeiro do clube no ano de 2020 foram aprovados. Mas, mesmo com essa aprovação, um grande déficit nas contas do mesmo foi contabilizado, e a diretoria justificou com o alto número de bloqueios de cotas nas quais o clube tem direito.

Na reunião, que aconteceu no Presidente Vargas, foi apresentado o parecer emitido pelo conselho fiscal do clube, sobre as contas do ano de 2020, que foram aprovadas após análise de planilhas, recibos e extratos bancários referentes aquele mesmo ano. Apesar da aprovação das contas, um grande deficit foi contabilizado pelo conselho. O clube alega que o deficit se deu por conta dos inúmeros bloqueios de cotas que foram feitos no ano, que seriam maior parte da receita arrecadada.

Os bloqueios são judiciais, em grande maioria oriundos de processos trabalhistas. A diretoria afirmou que no ano de 2020 a maior fonte de renda seria a cota da Timemania, mas que em 12 meses, apenas cinco cotas foram repassadas, somando R$211.000,00 que foram recebidos de forma fracionada, e direcionados para despesas com a folha salarial dos atletas na disputa da Série C.

Veja também  Botafogo-PB anuncia permanência do goleiro Lucas, que segue no elenco para 2022

 

Walter Cavalcanti Júnior, presidente do Treze | Foto: Cassiano Cavalcanti / Treze FC

 

Contas da temporada 2021

Na reunião as contas da atual temporada também estiveram em pauta, onde o Treze teve como maior renda, cotas de Copa do Nordeste, Copa do Brasil, Timemania e o Auxílio Financeiro oferecido pela CBF por conta da pandemia da Covid-19. Segundo o clube, cerca de 60% do valor dessas cotas foram retidos por conta de ações judiciais. O único montante repassado por completo para o Alvinegro foi o do Auxílio Financeiro da CBF, no valor de R$120.000,00.

Um outro ponto citado na reunião, pela diretoria, foi sobre um processo que o Treze abriu contra a Caixa Econômica Federal. O clube alega que em nove meses transcorridos, apenas três cotas da Timemania foram repassadas, no valor de R$190.000,00, e o destino das demais parcelas não foi informado e nem comprovado através de extratos bancários, sendo impossível saber por quais processos judiciais esses valores foram retidos.

A diretoria informou que todos os documentos apresentados na reunião, sobre as contas do ano de 2021, estão em posse do conselho deliberativo, e posteriormente será definida uma data para que tudo seja avaliado.