Projeto que fornece assistência a mulheres vítimas de violência doméstica é retomado

Além dos cuidados psicológicos, o projeto ainda oferece curso profissionalizante.

 
Foto: Divulgação/Tribunal de Justiça da Paraíba
Um projeto chamado “Cuida de Mim”, que atende vítimas de violência doméstica, será retomado e expandido, na Paraíba. Segundo o Tribunal de Justiça da Paraíba, a iniciativa que antes era voltado para a cidade de João Pessoa, agora deve atender todo o Estado.
O “Cuida de Mim” acontece desde 2018 de forma conjunta entre a Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) e a Associação das Esposas dos Magistrados e Magistradas da Paraíba (AEMP). A iniciativa tem o objetivo disponibilizar atendimentos psicológicos às mulheres, que sofrem violência doméstica e familiar.
Além dos cuidados psicológicos, o projeto ainda oferece curso profissionalizante de forma gratuita que são ministrados no Centro Profissionalizante Nossa Senhora de Fátima, em João Pessoa.
De acordo com a Juíza Anna Carla Falcão, o projeto estava parado desde o início da pandemia e era destinado para mulheres de João Pessoa, mas com o seu retorno o “Cuida de Mim” deve ser estendido para toda a Paraíba.
“Com o atendimento a essas mulheres, elas terão mais consciência da realidade em que estão vivendo, através das rodas de conversas, que iremos realizar, por meio do serviço psicológico”, pontuou a juíza.
O “Cuida de Mim” será retomado durante a 18ª edição da Semana da Justiça pela Paz em Casa, que acontecerá no período de 16 a 20 de agosto, com as rodas de conversas, envolvendo as mulheres que são vítimas de violência.
“Esse projeto tem a proposta, como o nome indica, de cuidar dessas mulheres, tanto psicologicamente, como na questão profissionalizante, evitando a evolução do problema”, finaliza Anna Carla.

Veja também  João Pessoa amplia vacinação contra Covid-19 para adolescentes com mais de 14 anos sem comorbidades