Competidor morre de infarto durante corrida contra corrupção em João Pessoa

Corrida Contra a Corrupção reuniu mais de 1,5 mil atletas, profissionais e amadores.

Corrida contra corrupção em João Pessoa
A 2ª Corrida contra corrupção em João Pessoa reuniu 1,5 mil atletas na orla do Cabo Branco, em João Pessoa. Foto: Divulgação

Um homem de 56 anos morreu durante a 2ª Corrida Contra a Corrupção, realizada pela Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), no fim da tarde deste sábado (30), na orla do Cabo Branco, em João Pessoa. Segundo os organizadores, o competidor, identificado como Waldir Ângelo da Silva, morreu em decorrência de um infarte fulminante.

Ainda de acordo com a organização, o corredor estava fazendo o percurso da prova de 10 quilômetros, quando sentiu-se mal e caiu. Ele foi socorrido imediatamente por um médico participante do evento, que prestou os primeiros socorros. O Samu, os Bombeiros e veículos de empresas contratadas para o evento foram acionados para o socorro da vítima, que não resistiu e morreu.

Em nota, a organização afirma que o seguro de vida, garantia de todos os corredores, foi acionado e lamenta o ocorrido. Os responsáveis ressaltam que estão à disposição dos amigos e familiares para o que for necessário.

A 2ª Edição da Corrida Contra a Corrupção saiu do Busto de Tamandaré, às 17h. O evento promovido pela Associação de Delegados da Polícia Federal na Paraíba (ADPF-PB) reuniu 1.500 atletas, profissionais e amadores, que disputaram os percursos de 2 km, 5 km e 10 km, nas categorias feminino, masculino e portadores de necessidades especiais (PNE).

O evento contou com representantes de órgãos e instituições que atuam diretamente no trabalho de combate à corrupção, a exemplo do Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho, Ministério Público da Paraíba, Tribunal de Justiça Federal e da Paraíba.