ALPB torna Romaria da Penha e Festa das Neves patrimônio cultural e imaterial

Propostas ainda precisam ser sancionadas pelo governador João Azevêdo.

Foto: Rafael Passos
Romaria da Penha é um dos eventos católicos mais tradicionais de João Pessoa (Foto: Arquivo)

Dois projetos de lei que tornam a Festa das Neves e a Procissão da Penha patrimônio histórico, cultural e imaterial do Estado foram aprovados nesta quarta-feira (14), pela Assembleia Legislativa da Paraíba. Os projetos foram apresentados pela deputada Cida Ramos (PSB) e ainda vão passar pela análise do governador João Azevêdo (PSB), para se tornarem lei ou não.

Uma das principais justificativas da deputada sobre a Festa das Neves é o fato de acontecer em nome da padroeira de João Pessoa, Nossa Senhora das Neves, e por ser comemorar, no mesmo dia, o aniversário da capital paraibana. Além disso, Cida destaca o tradicionalismo da festa.

Sobre a Procissão da Penha, a deputada considera o evento de grande relevância e ressalta que o Santuário da Penha “faz parte do roteiro histórico e turístico do litoral paraibano”.

“A Festa das Neves e a Procissão de Nossa Senhora da Penha se entrelaçam com a própria história de João Pessoa. Ambos os eventos aquecem a economia local, ressaltam a religiosidade do nosso povo e reúne uma imensa quantidade de pessoas”, observou a deputada Cida Ramos.

A transformação em patrimônio histórico, cultural e imaterial, se sancionada de fato, faz com que o poder público passe a ter o compromisso de proteger os dois eventos.