Na Paraíba, ministro João Roma confirma novas parcelas do Auxílio Emergencial

Anúncio aconteceu durante agenda em João Pessoa.

João Roma, ministro da Cidadania
João Roma, ministro da Cidadania

O ministro da Cidadania, João Roma, confirmou nesta quarta-feira (23) durante visita a João Pessoa que o Governo Federal deve prorrogar o pagamento do auxílio emergencial para a população pobre do país que foi afetada pela pandemia de Covid-19. Mas disse que os valores não serão alterados, variando assim entre R$ 150 e R$ 375. Esse é o valor que vem sendo pago desde abril deste ano.

Roma explicou que o decreto que prorroga o benefício deve ser assinado até a semana que vem pelo presidente Jair Bolsonaro, mas ainda não está claro por quantos meses mais o valor será pago.

As famílias em geral, que têm o direito ao benefício, vão receber a parcela de R$ 250. Famílias de apenas uma pessoa, contudo, o valor será de apenas R$ 150. E será de R$ 375 para famílias em que mulheres são as chefes de família. De acordo com Roma”, as medidas, ainda que tímidas, fazem parte de uma “reestruturação dos programas sociais do Governo Federal”.

As declarações foram feitas após o ministro cumprir agenda em João Pessoa. Ele participou de uma visita ao Banco de Alimentos Municipal para a assinatura de uma parceria com prefeituras da Grande João Pessoa.

Depois, houve a entrega de 200 cestas básicas e de 8 toneladas de milho para instituições sociais que atendem famílias em situação de vulnerabilidade da capital paraibana.

Cestas básicas e milho foram distribuídos para a população pobre da cidade