João Paulo Medeiros

Pedro defende 3ª via para presidente e diz que país precisa sair de "radicalização"

Deputado deve disputar mais um mandato na Câmara Federal em 2022

Foto: Câmara Federal

O deputado Pedro Cunha Lima (PSDB) tem defendido a bandeira do combate à radicalização do debate político. Na avaliação dele, o país precisa deixar a “polarização” entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula (PT) e ter uma gestão que apresente “resultados”.
Ele adiantou que tem simpatia, internamente, por uma candidatura à Presidência do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, mas não descarta que o partido possa apoiar um nome de outra legenda.

“A gente está chegando num estágio de intolerância, onde tudo vive uma guerra incessante de todos os lados. O PSDB não necessariamente precisa ter candidatura à Presidência. Se tiver outro nome, em outro partido, que esteja fortalecido para disputar a eleição, eu defendo que o PSDB deve apresentar esse nome”, argumentou, citando o nome do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, como opção.

Pedro deverá disputar, ano que vem, mais um mandato na Câmara Federal.

Veja também  Fachin arquiva inquérito que investigava ministro paraibano Vital Filho