Caderno Animal

Fabi Cavalcanti
Miguel Cavalcanti

“Por que meu cachorro come cocô?”

Por mais estranho que pareça, a ingestão de fezes não é uma situação incomum para tutores de cães.

Por mais estranho que pareça, a ingestão de fezes não é uma situação incomum para tutores de cães.
Esse hábito nem um pouco saudável é mais associado a algumas raças e a filhotes, porém, pode ocorrer com qualquer cão e de qualquer idade.
A coprofagia, nome técnico para o ato de comer cocô, pode ser um sintoma de algum distúrbio de saúde ou de comportamento.
Alguns dos motivos que levam um cão a ingerir fezes são dieta inadequada, verminoses e algumas patologias do sistema digestivo que podem levar à uma má absorção de nutrientes e, consequentemente, a uma deficiência nutricional e distúrbios comportamentais – por exemplo, tentar ensinar um cãozinho a fazer suas necessidades no local certo utilizando punição podem levar à coprofagia.
Mas o que devemos fazer numa situação dessas?
O primeiro passo é consultar seu veterinário de confiança para fazer um check up e verificar se existe alguma razão clínica para esse problema e fazer os ajustes necessários para que o cãozinho receba uma nutrição adequada e absorva da dieta tudo que precisa.
Eliminando possíveis doenças, hora de buscar os motivos que levaram seu cão à esse comportamento; esse pode ser mais complicado de descobrir e pode levar mais tempo para solucionar. Talvez, seja necessário consultar um profissional em comportamento canino para te orientar e minimizar esse problema.
A ingestão de fezes pode ser perigosa, se seu cão apresenta esse hábito, procure seu médico veterinário.