Fabi Cavalcanti
Miguel Cavalcanti

Por que gatos “amassam pãozinho”?

“Amassar o pão” é muitas vezes vem associado de um gostoso (e alto) ronronar do gato.

Gatos são animais fantásticos que possuem comportamentos únicos e curiosos. Correm pela casa no meio da madrugada, derrubam coisas da mesa, chamam quando o pote de comida está pela metade e “amassam pãozinho”.

Orelhas para trás, corpo meio arqueado e patas dianteiras em movimentos alternados, como se estivessem afofando a caminha para deitar ou a nossa barriga mesmo.

Esse movimento que, popularmente, é chamado de “amassar o pão” é bem conhecido entre os amantes de gato e muitas vezes vem associado de um gostoso (e alto) ronronar.

Hábito de filhotes:

Filhotes quando mamam reproduzem esse movimento de amassar a mamãe para estimular a produção de leite; essa ação gera uma sensação de conforto.
Gatos adultos, quando reproduzem o mesmo movimento, demonstram o quanto estão relaxados e seguros.

Memória ancestral:

Uma outra explicação para esse comportamento seria um resquício de seus ancestrais. Gatos selvagens afofariam folhas para deixá-las mais confortáveis e até hoje o hábito se manifesta nos gatos domésticos.

Territorialismo:

Gatos são territoriais e uma explicação para esse comportamento seria o de marcação de território através da liberação de odores por glândulas localizadas nas patas dos gatinhos.

Seja qual for a explicação, o ponto comum entre elas é que o ato de afofar está relacionado ao bem-estar e à segurança.
Gatinhos “amassam o pãozinho” quando se sentem seguros e tranquilos, fazendo com que esse seja um hábito saudável para eles e uma forma de demonstrar felicidade.