Concurso de Desterro é suspenso após denúncias de irregularidades

Houve denúncias de negociações de vagas para a ocupação de cargos públicos.

Foto: Divulgação

O concurso público do município de Desterro, na Paraíba, foi suspenso para que seja possível apurar irregularidades em sua realização. A suspensão foi divulgada através de um decreto publicado na edição de quinta-feira (12) do Jornal Oficial do município.

De acordo com a prefeitura, foram consideradas, para a suspensão do certame, “notícias divulgadas pela rede mundial de computadores, dando conta de negociações de vagas para a ocupação de cargos públicos, mediante concurso público que o Município de Desterro contratou com a empresa Consultoria Técnica e Planejamento LTDA – CONTEMAX, certame em tramitação no exercício de 2021, objetivando apurar ditas irregularidades e responsabilizar quem as causou, caso as denúncias sejam procedentes”.

O decreto também explica que foi formulada denúncia junto ao Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB), noticiando que houve algumas situações que indicam irregularidades no concurso, como o não recolhimento de objetos como relógios, bolsas e chaves durante o ingressos dos candidatos em sala de aula; não recolhimento total, não lacramento e guarda das provas pelos fiscais de sala que foram deixadas algumas provas na posse de alguns candidatos; ausência de fiscalização e acompanhamento de candidatos que solicitaram o uso do banheiro, com idas e vindas sem o devido acompanhamento e/ou revistas dos fiscais após retorno a sala de aula; além de informações de que candidatos realizaram trocas de informações quando do percurso ou uso dos banheiros.

Veja também  Concurso da Prefeitura de Santa Terezinha divulga locais de aplicação das provas objetivas

Além disso, a prefeitura afirma, que funcionários da empresa Contemax aparecem em diversos vídeos que circulam em redes sociais apontando ingressos de examinandos nos locais de provas com menos de trinta minutos em determinados lugares, e, concomitantemente, em outros pontos de provas, sendo que era proibido o ingresso faltando trinta minutos para o início das provas, conforme edital.

Ainda conforme a prefeitura, até a conclusão da apuração das possíveis irregularidades, as etapas posteriores ficam suspensas. O JORNAL DA PARAÍBA tentou falar com a Contemax, mas não teve retorno.