‘A Cidade Vermelha’ no SBGames do DF

Jogo do Zé do Caixão, será de ação, investigação e exploração; cidade do game será baseada na Campina Grande da década de 60.

O jogo Zé do Caixão: A Cidade Vermelha se passa na década de 1960, mostrando Zé do Caixão procurando uma criança que ele acredita ser seu filho.

O acaso leva-o a uma cidade do interior (que será modelada em 3D baseada na Campina Grande da época) dominada por um culto religioso maligno, fruto de bruxos nazistas que se espalharam pelo mundo pós-queda do Terceiro Reich.

"O jogo será de ação, mas com características de investigação e exploração", define o diretor Rodrigo Motta. "Estamos trabalhando certas mecânicas para que ele seja diferente de outros action-adventures."

De acordo com o paraibano, a previsão é que seja apresentado para o segundo semestre de 2013 uma versão ‘demo’ com todos os elementos pertinentes ao universo de terror do personagem.

Veja também  Missa em homenagem a Gabriel Diniz acontece nesta sexta (27), três anos após morte do artista

"Pretendemos dar uma ‘nova roupagem’ ao Zé do Caixão para os videogames", garante. "Levando em consideração aspectos visuais do personagem como cartola, amuleto e unhas, mas também evoluindo estes elementos para algo mais relacionado ao jogo e à personalidade do personagem."

Este ano, o projeto do jogo participará do Simpósio Brasileiro de Games e Entretenimento Digital (SBGames), que será realizado em Brasília no mês de novembro. “No ano passado, nós enviamos dois jogos, Xilo e Rota Sonora, e ambos foram premiados", conta.

Além de A Cidade Vermelha, a equipe participará com Orbitron, Run Meme Run e Eron Online.