Curtas selecionados para exibição no Fest Aruanda 2023 são divulgados; veja

Dos doze filmes selecionados para Mostra Competitiva Nacional do Fest Aruanda, três são da Paraíba: “Alvará”, de Serra da Raiz; “Pulmão de Pedra”, de João Pessoa; e “O Brilho Cega”, de Lagoa Seca.

Curtas selecionados para exibição no Fest Aruanda 2023 são divulgados. (Foto: Divulgação/Fest Aruanda)

Foram divulgados nesta segunda-feira (11) os filmes curta-metragens selecionados para exibição no Fest Aruanda 2023. A 18ª edição do festival acontece de 30 de novembro a 6 de dezembro, no Cinépolis do Manaíra Shopping, em João Pessoa.

De 535 curtas inscritos, doze curtas metragens foram selecionados para a Mostra Competitiva Nacional. Destes, três são da Paraíba: “Alvará”, de Serra da Raiz; “Pulmão de Pedra”, de João Pessoa; e “O Brilho Cega”, de Lagoa Seca.

O Comitê de Seleção foi formado pelo jornalista e crítico de cinema, Amilton Pinheiro (Curador do Fest Aruanda e Presidente do Comitê de Seleção), Rodrigo Fonseca (Crítico de cinema, dramaturgo e escritor) e Camila de Moraes (Cineasta e Jornalista).

Filmes selecionados para o Fest Aruanda 2023

  • “Alvará”, Serra da Raiz/PB (2022)
Curtas selecionados para exibição no Fest Aruanda 2023 são divulgados; veja
(Foto: Reprodução/YouTube)

Direção: Fernando Abreu; gênero: ficção; duração: 13:40
Sinopse: Dudu conseguiu realizar um grande desejo de seu pai. Mas a entrega do presente pode ser adiada.

  • “Bergamota”, Rio de Janeiro/RJ (2023)

Direção: Hsu Chien; gênero: ficção; duração: 15:08
Sinopse: Inspirado em fatos reais. Bergamota, nome que a tangerina recebe no sul do Brasil. Essa fruta de cheiro tão característico e por muitos, afrodisíaca, irá deflagrar uma noite de sedução, dança sensual, sangue e vingança em uma corriqueira noite no Rio de Janeiro.

  • “Emerenciana”,Curitiba/PR (2023)

Direção: Larissa Nepomuceno; gênero: documentário; duração: 1:52
Sinopse: Ela tinha nome, sobrenome e uma história, mas por ser negra e pobre sua identidade foi apagada. Emerenciana Cardoso Neves.

  • “Feira da Ladra”, São Paulo/SP (2023)

Direção: Diego Migliorini; gênero: ficção; duração: 16:08
Sinopse: Com sua aposentadoria revogada, Sara abre uma feirinha para fazer um dinheiro, inventando histórias para não ter que levar nada de volta para sua solitária casa.

  • “José Sette Cinema Infernal”, Belo Horizonte/MG (2022)

Direção: Sávio Leite; gênero: documentário; duração: 10:00
Sinopse: Uma homenagem ao cineasta de invenção Jose Sette. Diretor, roteirista, sonorista, diretor de fotografia e montador. Dirigiu, dentre outros filmes: “Bandalheira Infernal” (1976) e “Um Filme 100% Brazileiro” (1985).

  • “O Brilho Cega”, Lagoa Seca/PB (2023)
Curtas selecionados para exibição no Fest Aruanda 2023 são divulgados; veja
(Foto: Reprodução/YouTube)

Direção: Carlos Mosca; gênero: ficção; duração: 14:59
Sinopse: José e João são dois irmãos órfãos, que após toda uma vida de espera, resolvem buscar, juntos, uma Botija. Uma panela cheia de ouro e pedras preciosas, enterrada no Sertão nordestino, que José sonhara na infância.

  • “O Destino da Senhora Adelaide”, Belo Horizonte/MG (2022)

Direção: Breno Alvarenga e Luiza Garcia; gênero: animação; duração: 5:41
Sinopse: Um café da manhã pode mudar toda a vida de Adelaide.

  • “O Presente”, Rio de Janeiro/RJ (2022)

Direção: Ursula Marini; gênero: ficção; duração: 14:57
Sinopse: “O Presente” apresenta a história de Pillar Vitória, uma atriz que está se preparando para viver Hécuba, a protagonista da tragédia grega de Eurípedes, quando o projeto é cancelado. Ela precisa então se reerguer.

  • “Pulmão de Pedra”, João Pessoa/PB (2023)
Curtas selecionados para exibição no Fest Aruanda 2023 são divulgados; veja
(Foto: Reprodução/YouTube)

Direção: Torquato Joel; gênero: documentário; duração: 14:24
Sinopse: Joãozinho trava uma luta insana contra pedras.

  • “Sereia”, Curitiba/PR (2023)

Direção: Estevan de la Fuente ; gênero: ficção; duração: 14:57
Sinopse: Mudanças climáticas fazem a natureza devastar com fúria uma pequena comunidade de pescadores no litoral do sul do Brasil. É aniversário de Lúcio, criança cheia de imaginação que gosta de desenhar sereias e brincar com bonecas, mas na presença do pai intolerante e violento, o clima em casa não está para festa. Em segredo, sua mãe lhe preparou uma surpresa, um presente que finalmente transformará este em um dia especial.

  • “Travessia”, Rio de Janeiro/RJ (2023)

Direção: Gabriel Lima ; gênero: ficção; duração: 15:00
Sinopse: Dois personagens têm suas histórias de dores e questionamentos entrelaçadas quando ocupam o mesmo espaço em tempos diferentes. Tempo, esse espaço pequeno em nossas vidas que termina em morte.

  • “Vão das Almas”, Brasília/DF (2023)

Direção: Edileuza Penha de Souza e Santiago Dellape; gênero: ficção; duração: 15:00
Sinopse: No Quilombo Kalunga, a profecia da Matinta corta o vilarejo-fantasma do Vão de Almas como uma corrente de ar gelado: “Existem vários tipos de Saci. Pererê é aquele menorzinho, que prega peça. Saçurá faz maldade.”