Música de Chico César ganha nova versão por Banda de Pau e Corda e Lenine

Música ganhou um novo arranjo assinado por Zé Freire, onde a orquestra sai de cena, abrindo espaço para os instrumentos da Banda de Pau e Corda.

Banda de Pau e Corda. Foto: divulgação/Sidarta.

A música “Moer cana” de Chico César ganhou uma nova versão pelo grupo pernambucano Banda de Pau e Corda, criado nos anos 70, com participação do cantor Lenine. A nova versão foi lançada nesta-sexta-feira (11) e está disponível nas plataformas digitais e o lyric video já está no canal do Youtube. (Confira abaixo)

“Moer cana” foi composta por Chico César e essa nova versão é a primeira ciranda do álbum “Entre a Flor e a Cruz”, que chegará ao público em setembro pela gravadora Biscoito Fino, com produção de José Milton e Alexandre Baros.

A música ganhou um novo arranjo assinado por Zé Freire, onde a orquestra sai de cena, abrindo espaço para os instrumentos da banda, como o violão de Zé Freire, viola de Júlio Rangel, contrabaixo de Sérgio Eduardo, flauta transversal de Yko Brasil e percussão de Alexandre Baros. 

Música de Chico César ganha nova versão por Banda de Pau e Corda e Lenine
Capa do single “Moer cana” da Banda Pau e Corda com participação de Lenine. Foto: divulgação.

A versão original de “Moer cana” foi gravada em 2005, como faixa do disco “De Uns Tempos Pra Cá”, de Chico César. 

“É um dos maiores compositores que o país tem e uma inspiração também pra gente. É um artista de que a gente gosta demais”, explica Sérgio Eduardo.

Além disso, Chico César fez participação especial no disco anterior da Banda de Pau e Corda, “Missão do Cantador”, na música “Fogo de Braseiro”, lançado em 2021.

Lenine, que faz um dueto com Sérgio Andrade nessa nova versão, comemora: “Foi um prazer participar do novo projeto da Banda de Pau e Corda, que conheço desde os primórdios, quando comecei a fazer música. O bacana é que foi uma música de um querido e grande compositor: Chico César. Eu espero que vocês se divirtam como nós nos divertimos fazendo essa canção”, celebra Lenine.

Essa releitura faz parte do desafio de revisitar referências, inspirações e canções dos 50 anos de carreira da Banda de Pau e Corda.