Lanny Gordin, esse gigante da guitarra brasileira, faz 70 anos

Lanny Gordin (Foto: arquivo pessoal). Esse nome diz alguma coisa a você? Muito provavelmente, não. Quem está interessado, hoje em dia, em saber algo sobre Lanny Gordin? Mas você já ouviu os sons produzidos pela guitarra dele? Muito provavelmente, sim.

Alexander Gordin. Nome artístico: Lanny Gordin. Nasceu em Xangai, na China, no dia 28 de novembro de 1951. Fez, portanto, 70 anos neste domingo. O pai era russo. A mãe, polonesa. Mas Lanny foi criado no Brasil. Na guitarra, seu instrumento, é um dos nossos gigantes.

Pegue o disco branco de Caetano Veloso, de 1969, onde estão Irene, Não Identificado, Atrás do Trio Elétrico – é Lanny Gordin que toca aquelas guitarras todas.

Veja também  Governo que decreta luto oficial pela morte de Olavo de Carvalho diz o tamanho que tem

E a banda Expresso 2222 de Gilberto Gil? Gil voltando do exílio em Londres. É de Lanny a guitarra que está no disco de estúdio. É dele também a guitarra da turnê.

Lanny toca no álbum Legal, de Gal Costa, e em parte do duplo ao vivo Fa-Tal. Bem como no power trio que Jards Macalé montou para seu primeiro disco.

Escolhi três momentos de Lanny para homenageá-lo por seus 70 anos. Hotel das Estrelas, com Gal. Back in Bahia, com Gil. Eu Quero Essa mulher, com Caetano.