Flamengo recria capas de álbuns de Jorge Ben Jor para comemorar os 85 anos do artista

“Moro num país tropical/Abençoado por Deus/E bonito por natureza”. Quem não lembra? É País Tropical, que Jorge Ben Jor – à época, Jorge Ben – lançou em 1969. Lá na frente, a letra diz: “Sou Flamengo/Tenho uma nega chamada Tereza”. Jorge Ben Jor é um torcedor histórico do Flamengo e um dos maiores símbolos da sua torcida.

Sexta-feira passada, 22 de março de 2024, Jorge Ben Jor (Foto/Reprodução) completou 85 anos, e o Flamengo resolveu homenageá-lo recriando as capas de três álbuns antológicos do artista. Todos três, do tempo em que ele ainda era Jorge Ben. Uma justíssima homenagem a esse grande nome da música popular brasileira.

As capas recriadas são dos álbuns Samba Esquema Novo (1963), seu disco de estreia, aquele que tem Mas Que Nada e Chove Chuva; Jorge Ben (1969), onde está a gravação original de País Tropical; e Ben (1972), que tem o primeiro registro do mega hit Taj Mahal.

Quem aparece nas capas recriadas agora pelo Flamengo são os jogadores Igor Jesus, Gabigol e Bruno Henrique. Igor Jesus na capa de Samba Esquema Novo, Gabigol na do álbum de 1969 e Bruno Henrique na de Ben.

Para curtir essa homenagem, você nem precisa ser torcedor do Flamengo. Basta ser admirador de Jorge Ben Jor.

Flamengo recria capas de álbuns de Jorge Ben Jor para comemorar os 85 anos do artista

Flamengo recria capas de álbuns de Jorge Ben Jor para comemorar os 85 anos do artista

Flamengo recria capas de álbuns de Jorge Ben Jor para comemorar os 85 anos do artista

Flamengo recria capas de álbuns de Jorge Ben Jor para comemorar os 85 anos do artista

Flamengo recria capas de álbuns de Jorge Ben Jor para comemorar os 85 anos do artista

Flamengo recria capas de álbuns de Jorge Ben Jor para comemorar os 85 anos do artista