Economia enfraquecida e variante ômicron prejudicam contratações no setor de turismo

Vindo de um cenário de retração do primeiro ano da pandemia, 2021 foi um período de fôlego e recuperação no turismo, mas o último mês atestou diversos prejuízos.

Parque Estadual da Pedra da Boca é procurado para turismo de aventura. Foto: Divulgação/Secom Araruna

O fim de 2021 atestou uma retração da geração de empregos no setor de turismo. Essa queda, de acordo com especialistas da área,  é um reflexo do enfraquecimento da economia brasileira, bem como da chegada da variante ômicron, a mais transmissível quanto a Covid-19 até o momento.

As informações foram coletadas pela pesquisa Monitor Turismo, elaborada pela professora da Universidade de São Paulo (USP) Mariana Aldrigui com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Vindo de um cenário de retração no primeiro ano da pandemia, 2021 foi um período de fôlego e recuperação no turismo, mas no último mês atestou diversos prejuízos.

Conforme o professor Francisco Mendes, do curso de turismo da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), essa redução é uma consequência direta do aumento dos casos de Covid-19, e do receito de novas medidas de biossegurança mais restritas devido ao espalhamento da ômicron. 

“As novas variantes da Covid-19 podem afetar o setor econômico, principalmente, na redução de mão de obra ativa no mercado, consequentemente poderá aumentar o tempo necessário para a fabricação de produtos, bem como aumentar o tempo de entrega de produtos e serviços ao consumidor final. Isso, provavelmente, irá acontecer enquanto a pandemia estiver em ascensão”, explica o especialista. 

Em dezembro, foram criadas 3.726 vagas, menos de 10% dos 38.964 postos de trabalho gerados em novembro, que tinha sido o melhor resultado do ano.

Apenas três outros meses de 2021 registraram números piores do que os contabilizados em dezembro: janeiro, com 2.215 saldo positivo de vagas e março e abril, os dois únicos meses do ano com saldo negativo (-3.580 e -4.987 vagas, respectivamente).

Em dezembro de 2020, a criação de vagas havia registrado um saldo positivo de 12.097 vagas. 

O setor de turismo sofre impactos específicos diante das novas ondas da pandemia, segundo o professor Francisco Mendes. “A maioria das atividades da cadeia produtiva do turismo depende da relação entre os seres humanos, o que causará impactos negativos na prestação dos serviços e na disponibilidade de equipamentos turísticos”, comenta o especialista. 

Veja também  Auxílio Brasil: parcela de agosto é paga para beneficiários com NIS final 4