Camila Esposte
Láuriston Pinheiro

Plataforma de no-code russa investe US$ 1 mi para entrada no mercado brasileiro de TI

Brasil será ponto estratégico para a expansão global da Albato

Plataforma de integração de produtos de TI no-code angariou USD 1 milhão em investimentos para atuar no mercado brasileiro. Foto: Chris Ried /Unsplash

Com a conhecida escassez de profissionais de tecnologia da informação no Brasil (TI), uma das soluções apresentadas pelas empresas tem sido a utilização de serviços no-code.

Como o próprio nome indica, a proposta desta ferramenta é permitir a construção de aplicativos, adicionando quaisquer serviços sem a necessidade de programação ou códigos.

Com o objetivo de sanar esse gargalo, a plataforma de integração de produtos de TI no-code Albato angariou USD 1 milhão em investimentos internacionais para a chegada no mercado brasileiro.

A lista dos investidores inclui Aleksandr Shamis e Mikhail Aleksandrovskiy, fundadores do serviço internacional de entregas Borzo, também presente no país.

“Inicialmente, estamos formando uma equipe responsável pelo desenvolvimento do negócio no Brasil e em toda a região da América Latina.

Os investimentos desta rodada serão usados para expandir a atuação e o desenvolvimento do produto, além de aumentar o número de usuários e contratar especialistas-chave”, explica a Diretora Regional da Albato no Brasil, Elena Senik.

Brasil no foco

O Brasil será o ponto de lançamento da expansão global da Albato. Isso porque, com o nascimento de novas startups digitais, a indústria de TI no país está crescendo rapidamente, entretanto, a falta de profissionais neste setor prejudica a digitalização e o crescimento de outros setores empresariais.

“Este cenário está afetando particularmente as pequenas empresas devido ao crescimento significativo dos preços de serviços de programação ao longo dos últimos anos”, afirma a diretora.

De acordo com o relatório da Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), a área de Tecnologia da Informação (TI) vai demandar cerca de 420 mil profissionais até 2024.

Por outro lado, o Brasil treina 46 mil pessoas anualmente com perfil tecnológico adequado à área de TI. No entanto, a projeção da Brasscom aponta que serão necessários cerca de 70 mil profissionais por ano para que tais vagas sejam preenchidas.

A proposta da Albato é se tornar atrativa para pequenas e médias empresas, que poderão não ficar tão dependentes em procurar profissionais de TI para automatização e integração de seus serviços digitais.

Isso porque a plataforma permite integrar todos os serviços necessários em poucos minutos, sem recorrer a soluções customizadas com alto custo, cuja criação demanda maior tempo.

Os serviços de TI brasileiros poderão contar com o suporte da empresa com a possibilidade de integrar conectores em outros serviços seguindo o modelo White Label, além do suporte técnico disponível em português.

Veja também  Heineken lança rótulos especiais para anunciar seu novo ingrediente nas cervejas

“Estamos oferecendo aos clientes uma solução útil que reduz o tempo necessário para as tarefas de rotina graças à automatização e baixa nos custos de programação.

O Construtor de Aplicativos No-code é a possibilidade de criar conectores personalizados para todos os usuários. O nosso objetivo é sermos nº 1 no nosso segmento em cada região de nossa expansão.”, afirma Mikhail Fedorinin, fundador da Albato.

 

Histórico de sucesso

Antes deste investimento, a empresa já realizou a integração de uma série de serviços no Brasil, como o sistema de automatização de marketing e CRM RD Station, a solução B2B Hug.me, a plataforma de comentários e reclamações ReclameAqui, o serviço de encomenda de refeições IFood, além do serviço de entregas Borzo.

Outros serviços realizados no país ainda englobam a plataforma de criação de sites Wix, sistemas ERP OMIE e Conta Azul, plataforma B2B para interação com clientes Zenvia e o serviço de automatização de newsletters de marketing E-goi.

Após o feedback positivo destes clientes, a companhia tomou a decisão de avançar com a expansão no mercado brasileiro.

Além disso, a Albato é uma das primeiras a oferecer integração com os produtos internacionais populares no mercado brasileiro como Zoom, SalesForce, TikTok, AliExpress etc.

“Conseguimos ver a procura evidente pelas soluções fáceis e intuitivas no-code para apoiar a transformação digital, que até então estava concentrada no segmento dos líderes do mercado.

No entanto, existe no Brasil um enorme segmento de pequenos negócios que andam perdendo competitividade por falta de soluções de TI ou de capacidade financeira para sua integração.

Temos certeza que a Albato será uma ferramenta indispensável para a maior parte dos empresários brasileiros”, finaliza Elena Senik.

Sobre a Albato

Fundada em 2018 por Mikhail Fedorinin, a Albato é o serviço no-code para todos os tipos de integração.

A solução permite em apenas cinco minutos criar a ligação entre CRM, analíticos, marketplace, estoque e muitos outros sistemas sem precisar de programadores.

A solução pode ser utilizada pelos mais diversos setores, como marketing, análise, e-commerce, formação online, serviços, imobiliário, automóvel, entre outros.

Com mais de 1.500 empresas utilizando o serviço, os mercados principais da Albato são a Rússia, a Ucrânia, o Cazaquistão e a Bielorrússia.