Camila Esposte
Láuriston Pinheiro

O Boticário lança recurso de legenda para acessibilidade olfativa nas redes sociais

Iniciativa idealizada pela W3haus, a #QueCheiroTem traz descrições que ajudam a comunidade da marca a “sentir” as fragrâncias por meio das redes sociais.

A novidade passa a ser implementada a partir da campanha de Natal deste ano, que lança luz sobre reconexão por meio da memória olfativa tendo como ponto de partida o olfato. Foto: divulgação

Uma sequela inesperada da pandemia mobilizou O Boticário a criar uma solução baseada em dois dos principais pilares de atuação da marca nas redes sociais: a conexão com a comunidade e a promoção da diversidade e inclusão.

Conhecida clinicamente como anosmia, a ausência da percepção de cheiros atinge cerca de 86% das pessoas com casos leves da doença, segundo uma pesquisa publicada este ano, no Journal of Internal Medicine1.

O cenário lançou luz sobre a importância do sentido e a falta que ele faz no dia a dia, não apenas por seu desempenho fisiológico, mas também pelo afetivo.

Neste contexto, a marca especialista em perfumaria lançou a #QueCheiroTem, iniciativa de acessibilidade olfativa idealizada pela W3haus, agência de O Boticário para redes sociais e campanhas.

A iniciativa faz parte do pilar de Diversidade Sensorial, um dos quatro pilares de atuação do Centro de Pesquisa do Olfato, área recém anunciada pelo Grupo Boticário dedicada ao estudo do sentido, que, por meio do desenvolvimento tecnológico e científico, tem como objetivo fomentar e difundir conhecimento em torno do tema.

A #QueCheiroTem expande a cultura da acessibilidade nas redes sociais ao fornecer elementos descritivos para quem não pode sentir o cheiro das fragrâncias da marca – seja por perda de olfato ou por outra razão.

“É uma iniciativa importante que surgiu com a proximidade da marca no dia a dia das pessoas. Notamos que se tratava de uma dor da comunidade em entender a fragrância que estamos falando e identificamos que isso seria um recurso simples, mas efetivo e que quebra barreiras da comunicação.

Veja também  Sicredi lança portal para receber inscrições de startups interessadas em contribuir com seu negócio

Com isso, queremos inspirar outras empresas a também serem cada vez mais inclusivas”, comenta Renata Gomide, Diretora de Marketing do Grupo Boticário.

Além de histórias compartilhadas por pessoas que marcavam O Boticário ao falar da saudade de sentir as fragrâncias da marca, muitos seguidores procuram as redes sociais para ter mais informações sobre composição e o tipo de sensação que novas fragrâncias provocam.

A novidade passou a ser implementada a partir da campanha de Natal deste ano, que lança luz sobre reconexão por meio da memória olfativa tendo como ponto de partida o olfato – sentido mais complexo do corpo humano, capaz de evocar memórias, emoções e conectar pessoas a momentos, independente da distância física.

A partir disso, todos os conteúdos em redes sociais de O Boticário passam a ter, além do #PraTodosVerem com a descrição das imagens, uma descrição das fragrâncias dos produtos apresentados.

A #QueCheiroTem trará informações sobre ingredientes, notas, famílias olfativas, imagens, situações e sensações associadas às fragrâncias, de forma que o entendimento seja acessível através de uma linguagem próxima e menos técnica.

“As fragrâncias são a essência da marca e qualquer conteúdo de lançamento é inundado de perguntas de pessoas querendo saber sobre como é esse cheiro.

Elas querem sentir e imaginar, mesmo que no celular. Com a perda de olfato atingindo milhares de brasileiros, entendemos que havia uma oportunidade de prestar um serviço inestimável e deixar essa conversa mais rica”, diz Natália Fava, Diretora de Criação para O Boticário na W3haus.