Camila Esposte
Láuriston Pinheiro

Cachaça Matuta homenageia o Maior São João do Mundo com nova edição em lata

A embalagem traz ilustrações que fazem parte da comunicação visual da festa oficial

Em Campina Grande, o Maior São João do Mundo está em seus últimos dias de festa. Mas as cores, alegrias e animação do evento vão continuar sendo lembradas por um bom tempo. Quem aproveitou para dar um belo reforço nessa memória foi a Matuta, a cachaça oficial do São João de Campina Grande, que lançou há semanas uma edição especial da sua lata.

A lata comemorativa reforça o posicionamento da Matuta de estar próxima do seu público nos grandes eventos. Além disso, a marca faz uma homenagem não apenas a essa festa, tão importante para a região, como também à cultura paraibana, impressa na lata e levada aos estados do Nordeste e a dois do Sudeste (Rio de Janeiro e São Paulo). A edição especial de Matuta, em produção limitada, traz ilustrações que fazem parte da comunicação visual da festa oficial.

Com sua origem no Engenho Vaca Brava, localizado na histórica cidade de Areia (PB), a cachaça possui uma carta de rótulos diversificados e premiados. A mais recente foi a premiação no último concurso da Expocachaça, com Medalha de Ouro na categoria cachaça branca, com sua cachaça cristal.

Veja também  Unipê realiza VI Semana do Patrimônio Cultural

Já em 2021, Aurélio Jr – CEO e cachaceiro da Matuta – foi agraciado no último Concurso Mundial de Bruxelas, e a Matuta Single Blend foi classificada entres os 10 melhores destilados do mundo, com a honraria máxima do concurso: a “Grand Gold Medal”. Um feito memorável, convenhamos.

“O resultado inicial já era excelente. A Matuta Single Blend havia ganhado sua primeira medalha de ouro, e logo em um dos concursos mais importantes do mundo. Mas o melhor ainda estava por vir. Pode-se dizer que o prêmio Revelação foi a medalha de ouro dentre as que receberam medalha de ouro“, explica o especialista brasileiro Maurício Carneiro, que presidiu uma das mesas de avaliação em Bruxelas.