Programa que deixa carros mais baratos pode durar só um mês, diz Lula

Estimativa de duração dos carros mais baratos foi feita pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e comentada pelo presidente Lula durante uma transmissão ao vivo pelas redes sociais da presidência da República.

Entenda programa que deve baratear o carro popular. Foto: Divulgação.

O programa que deve deixar os carros mais baratos pode durar apenas um mês, conforme explicou, nesta terça-feira (13), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A estimativa foi feita pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e comentada pelo presidente Lula durante uma transmissão ao vivo pelas redes sociais da presidência da República, chamada “Conversa com o Presidente”.

“Então veja, reduzimos um pouco o preço do carro. Você viu, eu estava vendo uma notícia hoje que, já vai durar um mês e vai acabar o programa”, declarou o presidente.

Conforme as regras do programa, o desconto vai variar de R$ 2 mil a R$ 8 mil no preço dos carros que valem até R$ 120 mil. Desde então, no entanto, algumas montadoras já reduziram valores em até R$ 10 mil.

As empresas vão ser compensadas por meio de créditos tributários, permitindo que elas façam um abatimento dos valores em impostos a serem pagos.

O crédito do programa vai de R$ 500 milhões para R$ 1,5 bilhões, sendo R$ 500 milhões para automóveis e pouco poluentes, R$ 700 milhões para caminhões e R$ 300 milhões para vans e ônibus.

O objetivo é estimular a concorrência entre as montadoras junto com a subvenção que está sendo dada governamental e baratear, principalmente, o preço do carro popular.

Na última passada, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) estimou que cerca de 100 mil a 110 mil automóveis e comerciais leves deverão usufruir dos descontos, antes do esgotamento dos créditos tributários disponibilizados pelo Ministério da Fazenda.

“Isso deverá ocorrer em pouco mais de um mês, ou seja, bem antes dos 4 meses de prazo estipulado pela MP 1175”, informou a Anfavea, em nota.

As vendas de carros com desconto serão exclusivas para pessoas físicas nos primeiros 15 dias, prazo que pode ser prorrogado por até 60 dias, a depender da resposta do mercado. Depois disso, as empresas também poderão se beneficiar do programa.