‘Vendi o banco’, diz empresário Silvio Santos sobre o Panamericano

Venda foi acertada com o BTG Pactual, por R$ 450 milhões. Empresário disse não ter mais dívidas com o Fundo Garantidor de Créditos.

Do G1

O empresário Silvio Santos anunciou na noite desta segunda-feira (31) que fechou a venda do banco Panamericano. Em nota, o BTG Pactual confirmou, pouco depois, ter acertado a compra da fatia do apresentador na instituição.

"Vendi o banco, claro. Não podia deixar de vender o banco. Porque o meu banco não deu prejuízo pra ninguém. O meu banco teve um bom comportamento. Talvez tivesse sido mal administrado, e essa má administração provocou aquilo que todos vocês conhecem", afirmou ele aos jornalistas. "Não ganhei nada, não perdi nada", disse.

O empresário afirmou também que não possui mais nenhuma dívida junto ao Fundo Garantidor de Créditos (FGC). “O Grupo Silvio Santos não tem mais nenhuma dívida com o Fundo Garantidor”.

“Agora eu estou livre. A televisão (SBT) que vocês queriam comprar, ou que alguém queria comprar, não está mais à venda. A Jequiti não está mais à venda. As Lojas do Baú não estão mais à venda. A única coisa que foi vendida foi o banco”, disse ele.

Na saída de uma reunião de várias horas na sede do BTG, no Jardim Europa, em São Paulo, o apresentador foi perguntado pelos jornalistas sobre o banco. Rindo, antes de confirmar a operação, ele questionou: "que banco? De jardim?"

Silvo Santos se mostrou tranquilo com a operação: “não é frustrante. É surpreendendente, é emocionante. Meus negócios, para mim, são mais uma forma de diversão e emoção, mais nada”.

As bases da negociação foram todas tratadas por seus advogados, segundo o empresário. “Foram tantos papeis da minha frente, e eu nem assinei. Quem assinou foi minha filha Renata e meu sobrinho Guilherme”.

Veja matéria completa no G1