Edital do Encceja 2022 é publicado; inscrições começam em 24 de maio

Aplicação do exame acontece no dia 28 de agosto, em todos os estados e no Distrito Federal. Inscrições começam em 24 de maio e se estendem até 4 de junho.

Reprodução

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publicou, nesta segunda-feira (16), o edital do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2022. 

A aplicação das provas será em 28 de agosto, tanto para o ensino fundamental quanto para o médio, e acontece em todos os estados e no Distrito Federal. As inscrições começam em 24 de maio e se estendem até 4 de junho. 

A participação é voluntária, gratuita e destinada a jovens e adultos que não concluíram seus estudos na idade apropriada para cada etapa de ensino, desde que tenham, no mínimo, 15 anos completos para o ensino fundamental e, no mínimo, 18 anos completos no caso do ensino médio, na data de realização do exame.

Neste ano, não haverá necessidade de justificativa de ausência para quem se inscreveu e faltou ao Encceja 2020. Também não será necessário o pagamento da taxa de ressarcimento para os ausentes no ano passado que vão fazer as provas novamente. A medida foi tomada tendo em vista o contexto da pandemia de Covid-19 que envolveu a realização da última edição. No entanto, o participante que não comparecer à aplicação de todas as áreas do conhecimento em que se inscrever para o Encceja 2022 deverá justificar a ausência, se quiser fazer nova inscrição na próxima edição do exame.

O Encceja avalia competências, habilidades e saberes adquiridos no processo escolar ou extraescolar dos jovens e adultos. Dessa forma, estabelece uma referência nacional de avaliação para esse público, tendo, assim, uma relevância multidimensional para a educação brasileira. As secretarias de Educação, assim como institutos federais de educação, ciência e tecnologia, utilizam os resultados do exame como parâmetro para certificar os participantes em nível de conclusão do ensino fundamental e médio.

O exame também possibilita que os gestores educacionais se baseiem na avaliação para corrigir questões relacionadas ao fluxo escolar, como a evasão de estudantes. 

Veja também  Faculdade inscreve em mil vagas para minicursos gratuitos de qualificação profissional em João Pessoa