Fies tem inscrições abertas para vagas remanescentes

Inscrições podem ser feitas exclusivamente pela internet, no portal Acesso Único, até o dia 24 de novembro.

Inscrições no Fies.

O Ministério da Educação (MEC) está com inscrições abertas para as vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). As inscrições podem ser feitas exclusivamente pela internet, no portal Acesso Único, até o dia 24 de novembro. O resultado da pré-seleção será divulgado no dia 30 de novembro.

Quem for selecionado poderá contratar o financiamento já com abrangência a contando de julho de 2023. Ou seja, com o Fies Vagas Remanescentes, todo o segundo semestre de 2023 poderá ser financiado.

Podem se inscrever todos os estudantes com matrícula ativa, na condição de cursando regularmente o mesmo curso, turno e localidade da instituição de ensino participante do Fies que se oferte nessa edição. Além disso, os estudantes precisam atender às demais exigências do programa, como a de possuir renda familiar mensal bruta per capita de até três salários-mínimos.

Cerca de 60 mil vagas são ofertadas agora, com a retomada do Fies Vagas Remanescentes. Nessa edição, os inscritos serão selecionados de acordo com a classificação de suas notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Serão consideradas as edições do Exame a partir de 2010. A nota mínima exigida é de 450 pontos na média das cinco provas do Enem, bem como nota superior a zero na prova de redação.

Os bolsistas parciais (50%) do Programa Universidade para Todos (Prouni) estão em primeiro lugar na lista de prioritários para o critério de classificação no processo seletivo de ocupação das vagas remanescentes do Fies, desde que não possuam graduação e não tenham sido beneficiários dele.

Já em segundo lugar, estão os estudantes que não têm um diploma de curso de graduação e nunca foram beneficiados pelo Fies. Depois, em terceiro lugar, estão aqueles que não têm um diploma de curso de graduação, mas que já foram beneficiados pelo Fies em outro momento, tendo quitado o financiamento.

Em quarto lugar, estão os estudantes com diploma de graduação, mas que nunca tiveram contrato com o Fies. Por último, estão os estudantes com diploma de curso de graduação e beneficiários do Fies que conseguiram quitar o financiamento do seu curso.