Muricy admite que Barcelona é favorito ao título

Muricy acha que com o elenco e a estabilidade que Josep Guardiola tem no comando do Barcelona, ele também levaria a equipe catalã ao topo do mundo.

Com o elenco e a estabilidade que Josep Guardiola tem no comando do Barcelona, Muricy Ramalho também levaria a equipe catalã ao topo do mundo. Ao menos foi essa a impressão que passou o treinador do Santos ao advertir que o espanhol faz um bom trabalho e coloca seu time como favorito a ganhar o Mundial de Clubes, contundo ainda não passou pela complicada prova do imediatista futebol brasileiro.

“O Barcelona é realmente o melhor time atualmente, o favorito a ganhar o Mundial. Isso não quer dizer que vai ganhar, mas com certeza é o favorito. E o Guardiola está entre os melhores treinadores do mundo, pois se mostra vitorioso, assim como o Mourinho (técnico português do Real Madrid), mas eles só vão ganhar nota dez no dia em que forem campeões no Brasil. Aí sim eles serão os melhores”, disse o tetracampeão brasileiro (2006, 2007, 2008 e 2010).

Não é a primeira vez que Muricy reclama da diferença da cultura futebolística entre dirigentes brasileiros e europeus.

“No Brasil, vive-se de resultado. Não adianta trabalhar bem e não ter resultado, isso lá não funciona”, reforçou sua ideia, em entrevista repleta de jornalistas internacionais.

“Ser técnico no Brasil é muito complicado. Não se tem tempo para trabalhar, como na Europa, haja vista a longevidade dos treinadores da Inglaterra. No Brasil, isso é impossível. Você ganha o campeonato e, no dia seguinte, tem que ganhar outro”.

Veja também  Treze recebe o Sete de Setembro-PE para seu segundo amistoso de pré-temporada

TREINO NO FRIO
O elenco santista treinou na noite desta sexta-feira (manhã, no horário de Brasília) para se habituar ao frio a que será submetido na partida de estreia do Mundial de Clubes, em 14 de dezembro.

O treino começou por volta das 19h30, exatamente o horário da primeira partida do time – o oponente será o vencedor do duelo deste domingo entre Kashiwa Reysol e Monterrey.

A maioria dos jogadores subiu ao gramado do Mizuho Stadium bem agasalhada, com calça e gorro. Os mais corajosos usaram calções curtos e dispensaram meiões. Após o aquecimento à beira do campo, todos eles participaram de um trabalho de cruzamentos e finalizações a gol.

Para Danilo, até quarta-feira que vem a equipe estará bem adaptada ao clima japonês.

“Frio não é psicológico, não. Está bastante frio mesmo (risos).

Atrapalha um pouco na respiração e até para bater na bola, mas esse período de treinamento no horário da partida vai facilitar”, avaliou o volante de ofício, que se firmou na lateral direita da equipe.

O Santos volta a treinar neste sábado no Mizuho Stadium.

Conforme a programação do clube, a atividade tem início marcado para as 19h (7h da Paraíba, neste domingo).