Diretoria do Botafogo-PB acusa torcida do Manaus de receber time com pedradas no Estádio da Colina

Registros feitos pela diretoria do Belo mostram o ônibus da delegação com marcas de pedradas e muitos arranhões

Foto: Francisco Sales / Botafogo-PB

Antes da bola rolar no Estádio da Colina, em na capital do Amazonas, para Manaus e Botafogo-PB pela Série C, muita confusão foi registrada na entrada do local da partida. Segundo dirigentes do Belo, torcedores da equipe mandante arremessaram pedras e rojões no ônibus da delegação da equipe paraibana e, já dentro do Estádio, a confusão continuou, com bombas na porta do vestiário.

Cerca de uma hora e meia antes da partida, que para o Belo é decisiva pela permanência no G4 do Grupo A, a delegação chegava ao Estádio da Colina, quando, segundo Afonso Guedes, vice-diretor de futebol da equipe pessoense, foi surpreendida com muitas pedras no ônibus, além de rojões e muita confusão.

— Na nossa chegada a torcida do Manaus partiu para cima do ônibus da nossa delegação, com pedradas, murros e bombas, não tinha polícia no estádio em nenhum momento, e quando nós entramos fomos surpreendidos com alguns dirigentes do Manaus querendo também nos agredir — disse.

Veja também  Campinense registra a maior média de público pagante do futebol paraibano em 2021

 

Ônibus com a delegação do Botafogo-PB ficou com marcas de pedradas | Foto: Francisco Sales / Botafogo-PB

 

Logo após a entrada da delegação no estádio, quando tudo parecia estar mais tranquilo, rojões foram soltos na porta do vestiário do Belo e, segundo Francisco Sales, diretor executivo do Alvinegro da Estrela Vermelha, vieram da torcida do mandante.

— Eles deram a volta no estádio e estão soltando bomba na porta do nosso vestiário. É de se lamentar. Eu acredito que isso aí não engrandece em nada a partida. O Manaus foi super bem tratado na Paraíba, inclusive cedemos o nosso CT para o treinamento deles, e quando chegamos aqui temos esses acontecimentos – explicou.

Segundo a diretoria do Botafogo-PB, a presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho, foi avisada do ocorrido e repassou toda a situação para a CBF.

A partida é uma briga direta pela primeira colocação do Grupo A, pois apenas dois pontos separam as duas equipes, sendo o Manaus o líder com 25, e o Botafogo-PB o 4º colocado com 23 pontos.