Com golaço de falta de Marta, Brasil volta a vencer a Argentina e se despede da Paraíba

Jogando no Almeidão, Brasil volta a demonstrar superioridade e goleia o time argentino

Foto: Josemar Gonçalves / Agif

A tarde de segunda-feira foi de clássico nos gramados paraibanos. Brasil e Argentina fizeram o segundo amistoso programado na Data Fifa em seus calendários no Estádio Almeidão, em João Pessoa. Quem se deu melhor foi a seleção brasileira, que venceu as suas grandes rivais por 4 a 1. Kerolin e Marta marcaram no primeiro tempo para a equipe de Pia Sundhage. Na etapa final, Debinha e Yasmim deram números finais ao duelo. Larroquette foi a autora do único gol das Hermanas na partida.

O Brasil pôs as cartas no gramado, a bola no chão e resolveu ser imponente diante da Argentina. O resultado disso, na primeira etapa, foi uma série de boas jogadas criadas e dois gols marcados. O primeiro tento saiu aos 19 minutos, quando Kerolin aproveitou falha da goleira Oliveros após saída errada em cobrança de escanteio e mostrou oportunismo ao chapar a bola com tranquilidade para a meta das Hermanas.

O segundo gol foi uma verdadeira pintura da maior jogador do futebol feminino. Aos 36 minutos, Marta cobrou falta com maestria e colocou a bola no ângulo de Oliveros, que só assistiu a mais um golaço da camisa 10 em sua carreira. Do lado da Argentina, a equipe pouco conseguiu fazer e finalizaram apenas duas vezes a gol.

Veja também  Christian desembarca no Campinense afirmando estar bem fisicamente e prometendo garra ao torcedor

Os 45 minutos finais começaram frenéticos. Isso porque foram três gols marcados em menos de 10 minutos. Primeiro com Debinha, logo aos três minutos, que acertou cabeçada e deslocou Oliveros. Depois disso, aos cinco, Larroquette aproveitou falha de Lauren, invadiu a área e marcou o gol de honra da Argentina. Foi, de fato, um desconto.

Acontece que, no lance posterior, já no minuto seguinte, Marta achou Yasmim pedindo passagem pelo lado esquerdo, que dominou, entrou na área e bateu cruzado, sem chances para a goleira adversária. Até houve mais oportunidades de a seleção brasileira ampliar o placar, mas a conta foi fechada nos quatro tentos marcados.