Gerson Gusmão avalia derrota do Botafogo-PB para o CSP em amistoso: “A equipe sentiu um pouco a parte física”

Belo recebeu o Tigre para jogo-treino na Maravilha do Contorno e saiu derrotado em seu primeiro teste de pré-temporada. A equipe volta a campo no sábado, contra o Santa Cruz, em Recife

Foto: Guilherme Drovas / Botafogo-PB

O Botafogo-PB começou os compromissos de pré-temporada com o pé esquerdo. Isso porque a equipe entrou em campo na quarta-feira para uma partida amistosa contra o CSP, na Maravilha do Contorno, e saiu de campo derrotada pelo placar de 3 a 2. A verdade é que, de acordo com o técnico Gerson Gusmão, a parte física dos atletas, que iniciaram os treinamento a apenas dez dias, pesou para que o resultado positivo que se esperava não fosse alcançado.

Para a temporada 2022, onde o Belo disputará o Campeonato Paraibano, a Copa do Nordeste e a Série C do Campeonato Brasileiro, desembarcaram até o momento na capital 17 novos atletas, que necessitarão assimilar as ideias de Gerson Gusmão e sua comissão técnica. Para o técnico, apesar do revés no primeiro amistoso, é necessário manter firme a metodologia de trabalho para que, além de corrigir os erros cometidos, alcançar o nível técnico estipulado antes de a bola rolar oficialmente. 

— É um grupo renovado, com muitas peças novas e é um processo de implementação de mentalidade que precisamos continuar. Apenas com o prosseguimento e manutenção do nosso trabalho é que vai haver a melhora que precisamos. A equipe sentiu um pouco a parte física, o que é natural neste momento, então é uma série de fatores e a gente precisa melhorar o condicionamento dos atletas para que possamos render mais a parte técnica. Precisávamos dessa exigência para que já no próximo domingo possamos fazer uma partida melhor contra o Santa Cruz — pontuou.

Foto: Wellington Faustino / CSP

Veja também  Campeão olímpico, atacante Matheus Cunha é o único paraibano na lista Under 30 da Forbes Brasil

Desde o início da pré-temporada do Belo, no início da última semana, a comissão técnica do Alvinegro vinha dando enfoque na obtenção de um condicionamento satisfatório por parte dos atletas do elenco. Muito por isso os trabalhos na Maravilha no Contorno estavam acontecendo em campo reduzido. Na partida dessa quarta-feira, contra o Tigre praiano, foi, de acordo com Gerson Gusmão, o primeiro contato do time com um dimensionamento maior de gramado, o que poderia explicar algumas falhas cometidas no decorrer do compromisso.

— Foi o nosso primeiro trabalho em treino mais aberto. Vínhamos trabalhando em espaço reduzido, até para dar condicionamento aos atletas, precisávamos abrir o campo em um processo que vamos iniciar essa semana para que os jogadores possam se conhecer e buscar o entrosamento que necessitamos. Tivemos alguns pontos que não nos agradaram, algumas situações que sofremos em alguns lances em termos de posicionamento e tomada de decisão e que precisamos ajustar rapidamente — afirmou.

O Botafogo-PB volta ao trabalho nesta quinta-feira de olho no próximo amistoso, contra o Santa Cruz, em Recife, no próximo sábado, às 15h. O Belo entra em campo de forma oficial no próximo dia 26 de janeiro, contra o Sergipe, no Estádio Almeidão, em João Pessoa. A partida é válida pela estreia das equipes na edição 2022 da Copa do Nordeste.