Campinense vence o Botafogo-PB de virada e larga na frente na final do Campeonato Paraibano

No Almeidão, Belo sai na frente, com gol de Alessandro, já no segundo tempo, mas Olávio e Dione marcam para a Raposa e dão a vantagem ao time de Cmapina Grande.

Foto: Samy Oliveira / Campinense

Em jogo equilibrado e definido nos detalhes, o Campinense venceu o Botafogo-PB de virada na tarde deste sábado, em pleno Almeidão, e saiu em vantagem na grande final do Campeonato Paraibano Pixbet 2022. A vitória por 2 a 1 contra o Belo no primeiro jogo da final, além de dar a vantagem do empate à Raposa no jogo de volta da decisão, no próximo sábado, também quebra um tabu de 10 jogos e quatro anos sem vencer o grande rival.

Os primeiros 45 minutos da decisão do Campeonato Paraibano de 2022 foram marcados pelo equilíbrio. De um lado, o Botafogo-PB cedia a posse de bola, mas com a rapidez de Leilson e o bom posicionamento de Gustavo Coutinho, incomodavam a defesa raposeira, mas esbarrava no bom posicionamento defensivo do rival. Do outro, o Campinense tinha o domínio, triangulava as jogadas, mas não conseguia chegar com efetividade à meta do goleiro Luis Carlos, que pouco trabalhou. Essa foi a tônica da etapa inicial, que terminou com o placar inalterado e com a certeza de que o segundo tempo prometeria bem mais emoções.

Se o primeiro tempo foi pegado e de poucas oportunidades, a segunda etapa veio para mudar o panorama do Clássico Emoção. No entanto, os primeiros minutos foram de preocupação para o técnico Ranielle Ribeiro, uma vez que logo aos dois minutos de jogo, Luiz Fernando, um dos destaques raposeiros na partida, sentiu uma lesão e precisou ser substituído. A perda do ímpeto rubro-negro no comando de ataque fez com que o Belo se lançasse para o ataque e, aos 20 minutos, o placar foi inaugurado. Em falta cobrada na área por Esquerdinha, Alessandro, de cabeça, estufou as redes de Mauro Iguatu e colocou o Botafogo-PB na frente.

Mesmo atrás no marcador, o Campinense não se intimidou e foi para cima. Precisando do resultado positivo para manter a invencibilidade no estadual e deixar o confronto em aberto para o jogo da volta, no próximo sábado, Ranielle Ribeiro mandou seu time para o ataque e, apenas cinco minutos após sofrer o gol, Olávio, aproveitando uma saída de bola errada da defesa alvinegra, marcou seu décimo gol no Paraibano e se isolou ainda mais na artilharia do estadual.

O VAR TRABALHOU!

Pela primeira vez desde que chegou ao Brasil, em 2018, o VAR foi utilizado em uma partida do Campeonato Paraibano. O recurso teve papel imprescindível para a expulsão do volante Patrick, que entrou no segundo tempo da partida e atingiu com falta ríspida o meia Esquerdinha, do Botafogo-PB. O árbitro Rodolfo Toski Marques (FIFA-DF), no momento do lance, aplicou apenas cartão amarelo. No entanto, ao revisar o lance, expulsou o atleta que vira desfalque para o Campinense no jogo da volta.

PRÓXIMOS COMPROMISSOS

Antes dos últimos 90 minutos da grande final do Campeonato Paraibano de 2022, às 16h do próximo sábado, no Amigão, em Campina Grande, Botafogo-PB e Campinense voltam a campo no meio da semana. Fora de casa, o Belo encara, às 20h30 da próxima quarta-feira, o Vitória, no Barradão. Também na quarta, mas às 18h, a Raposa recebe no Amigão, em Campina Grande, o Ypiranga-RS, em partidas válidas pela rodada #6 da Série C do Campeonato Brasileiro.