Após partida abaixo da crítica do Botafogo-PB, Gerson Gusmão avalia como justas as vaias da torcida e fala em evolução

Em sua estreia na temporada diante de sua torcida, Belo foi surpreendido pelo Tricolor do Engenho em pleno Almeidão. Após a partida, os torcedores protestaram pelo mau futebol do Alvinegro.

(Foto: Reprodução / Botafogo-PB)

O primeiro jogo do Botafogo-PB diante de sua torcida na temporada 2022 não foi nem de longe o que o torcedor esperava. Em jogo válido pela segunda rodada do Campeonato Paraibano Pixbet 2022, o Belo canso de acumular erros de passes, falhas de posicionamento e de marcação, e viu o São Paulo Crystal abrir o placar logo aos dois minutos de jogo. Além disso, a equipe de Cruz do Espírito Santo cadenciou a partida e levou muito perigo à meta do goleiro Luís Carlos. Ao fim da primeira etapa, os jogadores botafoguenses desceram para os vestiários sob vaias e protestos da torcida. Em coletiva após o jogo, Gerson Gusmão afirmou que o pleito da torcida é justo e que tanto ele quanto seus comandados são merecedores das vaias recebidas.

— A reclamação da torcida é justíssima. Poucas vezes na minha carreira, eu entendi as vaias, e as de hoje foram completamente compreensíveis e merecidas. O treinador tem que ser vaiado, os jogadores merecem ser vaiados, uma vez que fomos irreconhecíveis no jogo de hoje, principalmente no primeiro tempo. Temos que aceitar isso e tentar mudar para o próximo jogo. O torcedor, a partir do momento que vir uma mudança, uma postura diferente, irá aplaudir. Mas as vaias de hoje foram merecidíssimas, e aceitamos isso — afirmou.

Botafogo-PB x São Paulo Crystal Campeonato Paraibano
Rendimento do Belo diante do Tricolor Canavieiro foi muito abaixo do esperado (Foto: Guilherme Drovas / Botafogo-PB)
Veja também  Autor de gol contra o Figueirense, Iago Teles quer Botafogo-PB mais letal contra a Aparecidense

Apesar do bom desempenho nas partidas contra CSA e Globo FC, pela Copa do Nordeste, o Botafogo-PB pecou no aspecto defensivo e cedeu o resultado nas duas ocasiões, mesmo com um bom volume de jogo no ataque. Para Gerson, o time como um todo ainda não encaixou da forma esperada, mas o que mais preocupa o técnico no momento são as oscilações apresentadas pelos seus atletas do setor.

— Coletivamente, nós não encaixamos ainda como exigem as competições que estamos disputando. Nossa parte defensiva apresenta alguns problemas, tentamos essa melhora, mas não estamos conseguindo apresentar evolução. Estamos oscilando bastante nesse aspecto. Nossos atletas não conseguem progredir no sistema defensivo, e essa é uma grande preocupação que tenho em termos individuais e coletivos. Não posso aceitar isso sem realizar uma mudança no nosso esquema. É um grupo totalmente diferente da última temporada, que ainda está se conhecendo e que, infelizmente, ainda não está conseguindo corresponder e ter as atuações que a gente espera que aconteçam — pontuou

O Botafogo-PB agora volta as suas atenções para o Nordestão, quando, no próximo sábado, também no Almeidão, os comandados de Gerson Gusmão buscarão se reerguer na competição contra o Atlético-BA, em partida que abre a rodada #4 do Nordestão, às 16h.