Entre Linhas

Botafogo-PB vence a primeira no ano, Treze empata e não avança; Paraíba fica fora de mata-mata da Copa do Nordeste após 7 anos

Última vez que a Paraíba não teve representante no mata-mata da Copa do Nordeste foi em 2014

Por Pedro Alves com ge

Depois de sete anos seguidos chegando com pelo menos um time no mata-mata da Copa do Nordeste, a Paraíba não passou de fase na edição do torneio deste ano. Mesmo com dois representantes, o estado deixou a desejar. O Botafogo-PB já havia sido eliminado com uma rodada de antecedência. O Treze viu as combinações de resultados darem certo na última rodada, mas não fez a sua parte e ficou a um gol seu das quartas de final. O Galo empatou em 2 a 2 com o Sport, enquanto que o Belo venceu a primeira na temporada, após derrotar o Santa Cruz por 1 a 0. 

 

A última vez que nenhum time passou de fase na Copa do Nordeste foi em 2014, quando, inclusive, Botafogo-PB e Treze representaram o estado, assim como neste ano. Naquela ocasião, as duas equipes ficaram ainda na fase de grupos. O Belo até fez bem sua parte em campo. Mas foi atrapalhado pelo seu próprio departamento de futebol, que escalou para um jogo Pio e Thiaguinho, de maneira irregular. Com a perda de quatro pontos no tapetão, o time ficou sem chances reais de classificação.

 

Agora, Belo e Galo voltam suas atenções para o Campeonato Paraibano que começa na quarta-feira. Chegam como favoritos para o estadual. O Alvinegro de Campina Grande numa fase um pouco menos ruim, pela campanha no Nordestão que foi melhor do que o rival pessoense. Em resultados e em performance. Nada muito a mais também. 

 

Treze 2 x 2 Sport

 

Precisando do resultado para avançar, o Treze balançou as redes logo aos seis minutos, mas não estava valendo nada por conta de impedimento. O Sport não vinha muito atrás… mesmo eliminado na rodada anterior, quis mostrar serviço: aproveitou o contra-ataque e abriu o placar com Mikael. Empolgado, o time cresceu e ampliou aos 13 com Ewerthon. A partida seguiu com boas chances do Leão, até que o Galo diminuiu com Kleiton Domingues, aos 33. Sem mais mudanças, as equipes saíram para o intervalo com vitória do Sport por 2 a 1.

Jefinho Cariri / Treze

O Treze voltou com mudanças para tentar crescer na partida. Não à toa, o técnico Marcelinho Paraíba estava pilhado e pediu calma ao time… que pediu calma de volta. Detalhe é que o Sport chegou em boas chances com Maxwell e Gustavo, mas parou nas grandes defesas de Jeferson. E quem não faz… leva. Aos 34, João Leonardo empatou para os mandantes. Com tudo igual, o confronto ganhou um ritmo frenético no Amigão. Tiveram chances claras e até bola na trave com um chute do Sport. Mas as equipes terminaram empatadas em 2 a 2, despedindo-se da Copa do Nordeste.

Leia também: Craques da Copa do Nordeste 2021, rodada a rodada

A campanha do Treze me surpreendeu. A avaliação do gerente de futebol do clube, Joba, antes do torneio, inclusive dava outra conta. Análise com a qual concordei. Disse Joba que escapar da lanterna do grupo e fazer jogos competitivos já estava de bom tamanho. O Galo foi melhor. Venceu dois jogos, bateu o Botafogo-PB no clássico e chegou com chances de classificação até a última rodada. Não passou por pouco. 

Leia mais: Confira o retrospecto do confronto Treze x Sport

Marcelinho Paraíba está aprovado em seu primeiro teste. Deixou o time minimamente competitivo, soube contornar a falta de salários atrasados, blindou o grupo e fez a turma correr. Foi um bom futebol? Não foi. Longe disso. O futebol do time ainda tem mais defeitos do que virtudes. O elenco é limitado. Mas com todos esses ingredientes, o suco foi degustável. Foi feito o que dava. 

Ficha técnica

Treze 2 x 2 Sport – 8ª rodada da Copa do Nordeste (Estádio Amigão)

Arbitragem: Antônio Dib Moraes de Sousa (PI); auxiliado por Márcio Iglesias Araújo Silva (PI) e Rogério de Oliveira Braga (PI)

Gols: Kleiton Domingues, João Leonardo (T); Mikael, Ewerthon (S)

Cartões amarelos: Júlio Ferrari, Geraldo, Birungueta, Marlon (T); Thiago Lopes, Mailson (S)

Treze: Jeferson, Júlio Ferrari, Marlon, Rômulo, Emerson (Geraldo); Darlan (Marcelo Júnior), Régis Potiguar, Romeu (Birungueta), Kleiton Domingues (Wellington Carioca); Jairinho (Sony Anderson) e João Leonardo. Técnico: Marcelinho Paraíba.

Sport: Mailson, Ewerthon (Márcio Araújo), Chico, Renzo, Tavares; Ronaldo, Ricardinho, Gustavo Oliveira (Matheusinho), Thiago Lopes, Maxwell; Mikael (Dalberto). Técnico: César Lucena.

Craque do jogo (oficial): Mikael (Sport)

 

Botafogo-PB 1 x 0 Santa Cruz

 

O Botafogo-PB se despediu com vitória da Copa do Nordeste, diante do Santa Cruz. Os dois times, aliás, entraram em campo sem pretensões nenhuma no torneio, já que tinham sido eliminados com uma rodada de antecedência. O mais legal do jogo mesmo foi a despedida dos gramados do zagueiro Dany Morais, um bom pensador da bola. 

 

Mesmo assim teve jogo. E ele teve certa importância. Era bom para os dois times afastarem mesmo que minimamente a má fase. E ao que parece o Botafogo-PB encarnou melhor isso. Mas o primeiro tempo foi horroroso. 

Foto: Rafael Melo / Santa Cruz

Digno do que vem sendo as duas equipes até aqui na temporada. Falta de criatividade, muitos erros de passes e de outras tomadas de decisão. Ainda assim, já na primeira etapa, foi o Botafogo-PB quem tentou tomar o comando do jogo. Teve mais a bola, finalizou mais e já buscava ali se impor. Mas faltava qualidade. 

Leia também: Retrospecto do confronto Botafogo-PB x Santa Cruz

No segundo tempo, a coisa melhorou. A saída de Marcos Aurélio ajudou a equipe. O Belo passou a demonstrar mais qualidade com a bola e continuou se impondo. Criou as melhores chances e alcançou a vitória com gol de Lucas Gabriel, após uma certa pressão. Vale dizer que o Santa Cruz pouco ofereceu de resistência. 

 

De todo modo, o Botafogo-PB fez a sua parte e foi superior a um adversário de Série C. Do seu grupo. Teste importante. E que demonstrou, agora sim, uma evolução do jogo do time de Marcelo Vilar para o de Gerson Gusmão. Agora caberá ao técnico novato fazer essa melhora ser regra e não exceção.

Ficha técnica

Santa Cruz 0 x 1 Botafogo-PB – 8ª rodada da Copa do Nordeste (Estádio do Arruda)

Arbitragem: Thayslane de Melo Costa (SE); auxliada por Thiago Emanuel Reis de Albuquerque (SE) e Renner Lisboa dos Santos (SE)

Gols: Lucas Gabriel (B)

Cartões amarelos: Marcos Vinícius, Eduardo (S); Rodrigo Ramos, Sávio, Willian Machado, Kaio Wilker (B)

Santa Cruz: Jordan, Ítalo Melo, Célio Santos, Danny Morais (William Alves), Eduardo; Derley, Elicarlos (Karl), Péricles (Chiquinho), Vinícius Balotelli; Madson (Marcos Vinícius) e Léo Gaúcho (Marcel). Técnico: João Brigatti.

Botafogo-PB: Felipe, Rodrigo Ramos, Samuel, Willian Machado, Lucas Gabriel; Bruno Menezes (Zulu), Pablo (Lagoa), Clayton (Ramon Tanque), Marcos Aurélio (Kaio Wilker); Welton Felipe e Sávio (Roniel). Técnico: Gerson Gusmão.

Craque do jogo (oficial): Danny Morais (Santa Cruz)