Entre Linhas

No Dia do Escritor, Flamengo faz homenagem ao paraibano José Lins do Rêgo

José Lins do Rêgo

O Flamengo usou as suas redes sociais oficiais na tarde deste domingo (25) para fazer uma homenagem ao escritor paraibano José Lins do Rêgo. A homenagem foi em lembrança ao Dia do Escritor, que é comemorado neste 25 de julho, e ao fato de o autor de livros como Menino de Engenho ter sido em vida um inveterado flamenguista.

Na publicação, o clube carioca postou uma declaração do escritor ao clube. Num dos trechos, José Lins do Rego escreve: “Sou grato ao Flamengo, e por ele darei tudo o que puder”.

José Lins nasceu no município de Pilar em 3 de junho de 1901. Além de seu primeiro livro, Menino de Engenho, que foi publicado em 1932, escreveu uma série de outros livros. Aquele que é considerado a sua obra prima é Fogo Morto, de 1943.

Como cronista, publicou durante boa parte de sua vida vários textos que falavam de Flamengo e de seu amor incondicional ao Rubro-Negro. Essas crônicas serviram de inspiração para um livro póstumo de 2008, chamado “Flamengo é Puro Amor”, em que foram selecionadas 111 crônicas do autor sobre o Fla.