Entre Linhas

João Pessoa quer liberar até 30% de público nos estádios, em novo decreto previsto para este sábado

Nos últimos dias, a Prefeitura de João Pessoa e a Federação Paraibana de Futebol discutiram o tema.

Do Entre Linhas com ge Paraíba

João Pessoa quer liberar até 30% de público nos estádios, em novo decreto previsto para este sábado (Foto: Pedro Alves)

 

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP), disse nesta sexta-feira (31), durante entrevista ao JPB1 das TVs Cabo Branco e Paraíba, que há uma previsão para liberar até 30% da capacidade de público nas praças esportivas da capital paraibana. O novo decreto com medidas restritivas, por causa da pandemia da Covid-19, deve ser publicado neste sábado (31).

– Precisamos voltar ao normal. Precisamos respeitar a necessidade das pessoas, seja psicológica, mas também econômica. O compromisso de retomar a prática do esporte, principalmente do futebol, vamos fazer seguindo protocolos. Conversei com a Federação Paraibana de Futebol, com outras cidades que estão fazendo a mesma coisa e a nossa intenção é que já nesse novo decreto possamos flexibilizar, para que um time como o Botafogo-PB, que está disputando a Série C, com chances de ir para a Série B, tenha o conforto, a torcida e ao apoio para alcançar essa conquista, que será não só do Botafogo, mas da Paraíba – disse Cícero Lucena, que ainda complementou:

– Todo esse protocolo está sendo elaborado, com a obrigatoriedade do uso de máscara e distanciamento. Não queremos abrir neste momento mais do que 30% do público, até para ser um evento teste e façamos verificações e correções, como também ter a preocupação de não fornecer bebida, pois pode provocar um comportamento que gere aglomerações – falou em entrevista à repórter Zuila David, da TV Cabo Branco.

 

Cícero Lucena afirmou que a retomada do público às praças esportivas tem sido estudada pela Prefeitura de João Pessoa (Foto: Divulgação)

 

Durante a semana, Cícero esteve reunido com a presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho, a fim de iniciar as discussões sobre o tema. Ela, inclusive, disse que recebeu um comunicado da CBF, solicitando que os estados elaborem com as autoridades sanitárias os protocolos necessários para concretizar o retorno gradativo do público aos estádios.

– Uma comissão na CBF analisa a regulamentação da volta do público aos estádios. Excelente a atitude da Prefeitura e do Governo do Estado em viabilizar o novo protocolo para o retorno do público aos estádios de forma gradativa e com toda a segurança. E, assim que sair o protocolo da CBF, nós já vamos sair na frente, abrindo os portões, com todos os cuidados e segurança, que é o nosso grande sonho no momento – garantiu Michelle.

 

Michelle Ramalho tem participado dos debates em nível nacional, relacionados à retomada do futebol (Foto: Divulgação / FPF-PB)

 

Essa movimentação ganhou força depois da entrevista de Cícero Lucena, prefeito da capital paraibana, acenar uma possível liberação de 20% de público nos estádios a partir de agosto. A expectativa, inclusive, é de que essa novidade possa aparecer no próximo decreto, programado para este fim de semana. É que, com o avanço da vacinação na Paraíba, o poder público tem sido cada vez mais flexível em seus protocolos, dando ainda mais otimismo aos clubes e dirigentes que o retorno gradual comece a ser posto em prática.

Com isso, Federação Paraibana de Futebol e os clubes passaram a se mobilizar em busca do convencimento do poder público, com alguns dessas agremiações até mesmo elaborando protocolos sugestivos para endossar ainda mais as tratativas. Bruno Cunha Lima, prefeito de Campina Grande, propôs público de 10% nos estádios, com exigência de comprovante de vacinação como primeiro passo de um possível retorno e ganhou também a voz do Campinense e do Treze. No entanto, o secretário de Saúde da cidade foi cauteloso ao tratar do assunto.