Bolinha projeta valorização do Treze antes de o clube se tornar SAF e cita nome de Hulk como possível investidor

Segundo o presidente do Galo da Borborema, conversas com investidores — entre eles o atacante Hulk, do Atlético-MG — devem acontecer tão logo o processo da SAF trezeana esteja concluído.

(Foto: Cassiano Cavalcanti / Treze)

Que a Sociedade Anônima de Futebol, a famosa SAF, surge como a possibilidade de salvar uma série de clubes que estão em dificuldades financeiras no país, isso é inegável. Um desses times é o Treze, cuja torcida acredita que em breve seja transformado em empresa e, com isso, passe a ser gerido de forma profissional e sustentável. Em entrevista ao programa Ideia Livre, da Rede Ita, o presidente do Galo, Artur Bolinha, afirmou ao torcedor que a transformação do time do São José em clube empresa é inevitável, mas que antes é necessário focar em uma valorização da instituição. Ainda em sua fala, o chefe da diretoria executiva alvinegra voltou a falar sobre Hulk, nome que surgiu recentemente como um dos cotados a investir no time de Campina Grande. Segundo o cartola, em breve, as partes deverão iniciar um diálogo.