Todo mundo nu em Macunaíma! E com o governador na plateia!

É assustadora essa gigantesca onda neoconservadora que contamina o debate sobre as obras de arte no Brasil.

Lamento dizer (porque abomino as ditaduras) que, até em alguns momentos dos governos de exceção implantados depois de 1964, conseguimos nos sobrepor ao atraso e ao obscurantismo.

Hoje, quero contar uma pequena história que começa com essa foto.

Essas pessoas nuas no palco são do elenco de Macunaíma, espetáculo de Antunes Filho.

Macunaíma, o livro de Mário de Andrade, é do final dos anos 1920.

Macunaíma, o filme do cinemanovista Joaquim Pedro de Andrade, é da segunda metade da década de 1960.

Veja também  João Pessoa segue vacinando contra a Covid-19 com dose de reforço idosos a partir de 61 anos

Macunaíma, a peça de Antunes Filho, é do final dos anos 1970.

O espetáculo foi um sucesso absoluto de público e crítica.

O governador da Paraíba era Tarcísio Burity, um homem de grande erudição.

Pois bem, sob o patrocínio do Estado, ele quis trazer Macunaíma para o nosso Teatro Santa Roza.  Achou que era importante para a política cultural do seu governo. E o fez.

Atores e atrizes atuavam nus. Não tinha problema algum. O trabalho de Antunes era absolutamente extraordinário.

Eu vi! Com o teatro lotado!

Foi inesquecível!

E sabem quem estava na plateia?

O governador Tarcísio Burity!