Após denúncia do blog, MP vai fazer 'varredura' em gastos com diárias e passagens na pandemia

Somatório de gastos de prefeituras e câmaras municipais ultrapassa os R$ 5 milhões, nos primeiros meses do ano

Foto: reprodução

O Ministério Público vai investigar a aplicação de recursos públicos em diárias e no pagamento de passagens e locomoção por parte de prefeituras e câmaras de vereadores paraibanas, durante a pandemia do coronavírus. A informação é do promotor Reynaldo Serpa, um dos membros do Centro de Apoio Operacional (CAOP) de Defesa do Patrimônio Público.
O procedimento será instaurado após levantamento feito pelo blog, com base em dados do Tribunal de Constas (TCE-PB), que constatou gastou superiores a R$ 5 milhões com diárias e passagens nos cinco primeiros meses deste ano.
“Vamos abrir um procedimento para gente reprimir esse uso de diárias e o ressarcimento de passagens nesse período emergencial”, disse ao blog Reynaldo Serpa.

Veja também  Sem capacete, Bolsonaro inicia motociata em Campina Grande levando Bruno Roberto na garupa

Os gastos
No caso de diárias, os municípios paraibanos gastaram R$ 2,9 milhões no período. Os Legislativos somaram pouco mais de R$ 160 mil. Já com despesas de passagens e locomoção o montante desembolsado pelas prefeituras foi de R$ 1,9 milhão. Já as Câmaras usaram R$ 47,4 mil para custear esse tipo de gasto.