Deputado federal da PB quer “derrubar” decretos das armas de Bolsonaro

Por LAERTE CERQUEIRA

Foto: G1

O deputado federal paraibano Gervásio Maia (PSB/PB) entrou no grupo que vai usar todas as armas (não resisti ao trocadilho) para anular quatro decretos do presidente Jair Bolsonaro que facilitam o uso e a compra de armas de fogo no País.

Os quatro decretos foram apresentados semana passada e modificam o Estatuto do Desarmamento e entram em vigor em 60 dias. Para o parlamentar, os decretos pró-armas de Bolsonaro extrapolam o poder regulamentar e ferem o princípio da separação dos poderes.

“Estamos vivendo uma pandemia fora de controle com mais de 240 mil mortos pela falta de uma política nacional coordenada, sistemática e efetiva. A prioridade do governo deveria ser a garantia da vacina e da renda e não a ampliação do acesso às armas. A quem interessa dificultar a fiscalização sobre a procedência e o aumento na circulação de armas e munições? É um debate denso, que tem que ser feito com a sociedade, não com a indústria armamentista”, pontuou o parlamentar.

Ação do PSB

Por outra trincheira, o PSB pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão dos decretos. “Os decretos permitem verdadeiros arsenais pela população civil, levando-se em consideração o limite máximo de armas de uso permitido e restrito, bem como a quantidade de munição e acessórios oferecidos”, afirma o partido na ação impetrada na corte.

Veja também  Justiça proíbe serviço de mototáxi ‘99 Moto’ em João Pessoa