Preço do gás natural veicular aumenta 7% a partir de agosto; veja impacto na Paraíba

Reajuste é válido a partir de 1º de agosto.

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (7) que vai aumentar em 7% o valor do gás natural veicular entregue às distribuidoras regionais, a partir de 1º de agosto. O reajuste é feito a cada três meses, com base nos preços do petróleo, câmbio e da revisão da parcela do transporte repassada pela empresa. Com isso, o aumento total em seis meses será de 48 pontos percentuais, somando ao reajuste anterior de 39%.

Uma audiência pública será realizada no dia 20 de junho para definir quais serão os valores do reajuste para o gás natural para indústria, comércio, residências e para o GNV (automotivo).

Na Paraíba, a Companhia Paraibana de Gás (PBGás) vai avaliar qual será o patamar repassado ao consumidor. O presidente da distribuidora, Jailson Galvão, explicou ao Bom Dia Paraíba que vai apresentar à agência reguladora uma proposta de reajuste, que pode ser menor que os 7% aplicado pela Petrobras.

Veja também  Campina Grande muda trânsito na Rua Osvaldo Cruz para reduzir acidentes

>>> Bloqueio do CPF para quem recusar vacina em João Pessoa passa a valer a partir desta sexta

Comparação entre o preço do gás natural e outros combustíveis

A PBGás faz um levantamento mensal para medir a competitividade dos combustíveis. O resultado demonstra que hoje a competitividade do GNV em João Pessoa em relação a gasolina é de 41%. Já a competitividade em Campina em relação a gasolina é de 35%.

O cálculo leva em conta o preço da bomba e a distância percorrida com um litro de gasolina e um metro cúbico de GNV.

Dessa forma, em João Pessoa, por exemplo, quem roda 3 mil quilômetros por mês gasta R$ 1.528 na gasolina e R$ 906 no GNV, uma economia de R$ 622.