Paraíba anuncia serviço de acolhimento para crianças e adolescentes vítimas de violência

‘Família Acolhedora’ será implantado em 47 cidades do estado, mas ainda não teve data de início divulgada.

Paraíba anuncia projeto de acolhimento para crianças e adolescentes vítimas de violência.

A Paraíba anunciou, nesta segunda-feira (25), a implementação de um programa de acolhimento para crianças e adolescentes vítimas de violência. O projeto intitulado ‘Família Acolhedora’ será destinado às vítimas que tiverem sido afastadas do convívio parental através de medida protetiva. 

A proteção, prevista em lei no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), é oferecida a vítimas de violência ou outros tipos de violações de direitos, cuja investigação está em curso, tendo sido ou não registrado flagrante. 

O Governo da Paraíba divulgou nesta segunda (que o procedimento será feito através de cadastros prévios, onde famílias que desejarem, e forem consideradas aptas pelo sistema, receberão as vítimas de violência, temporariamente, em suas casas. 

De acordo com as diretrizes da medida prevista pelo ECA, o tempo de acolhimento pode durar de seis a 18 meses. Já presente em outros estados do Brasil, o serviço de Família Acolhedora é visto como uma alternativa à institucionalização dessas crianças e adolescentes durante os trâmites judiciais, que podem variar caso a caso. 

Ainda conforme o governo do estado, o serviço será implantado em 47 cidades da Paraíba, mas ainda não teve data de início divulgada. 

Veja também  Paraíba tem a oitava pior perda de qualidade de vida do Brasil, aponta estudo do IBGE