Paraíba institui Semana de Combate e Conscientização à Síndrome de Burnout

Iniciativa pretende ajudar população a lidar com um dos principais sofrimentos emocionais da atualidade.

A obra “Sociedade do Cansaço” ajuda a entender problemas da sociedade atual. Foto: Reprodução/Unsplash
A Paraíba instituiu a Semana Estadual de Combate e Conscientização à Síndrome de Burnout, lei foi instituída no Diário Oficial do Estado deste sábado (4) e iniciativa será posta em prática na semana do dia 16 de outubro de todo ano. ‘Burnout’ é um sofrimento emocional produto dos tempos atuais e se tornou mais comentado na pandemia.
Também conhecido como Síndrome do Esgotamento Profissional, o disturbio emocional se dá pela apresentação de sintomas de exaustão extrema, estresse e esgotamento físico, que resultam de situações desgastantes de trabalho, que demandam muita competitividade ou responsabilidade.
Provocado pela pandemia do novo coronavírus, que teve início em março de 2020, um projeto de pesquisa da Universidade Federal da Paraíba fez um estudo sobre o impacto do esgotamento em profissionais da enfermagem, um dos mais presentas na linha de frente contra a Covid-19. Conforme os dados, entre enfermeiros, técnicos e assistentes, foi registrada a incidência de 23,5% de Síndrome de Burnout.
Entre os motivos listados estavam excesso de trabalho, desvalorização e desunião, com sintomas como irritação, nervosismo e alguns tipos de dor.
A partir da nova legislação, o poder público e a sociedade civil poderão promover debates e eventos para estimular a conscientização, prevenção, controle e orientação acerca da síndrome. As pesquisas indicam que o público mais afetado pelo distúrbio são as mulheres, por um somatório de cobranças.
A partir da nova legislação, o poder público e a sociedade civil poderão promover debates e eventos para estimular a conscientização, prevenção, controle e orientação acerca da síndrome.

Veja também  Hospital de Trauma de João Pessoa registra 8 atendimentos por queimaduras em 24 horas