Auditor fiscal preso e juíza paraibana encontrada morta são destaques da semana

Em terceiro lugar ficou a notícia sobre as inscrições em seleção para professores e técnicos bolsistas no Programa Pronatec.

Foto: Arquivo pessoal

A notícia sobre o auditor fiscal preso acusado de extorquir empresários na Paraíba, cujo nome não foi divulgado, foi o destaque da semana votado pelos leitores do JORNAL DA PARAÍBA. A matéria teve 86% dos votos dos leitores, nas redes sociais do portal.

O Grupo Operacional de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal (GAESF-PB) deflagrou na última segunda-feira (17) a Operação Desvantagem. A ação teve por objetivo interromper práticas de extorsão cometidas por agentes públicos contra empresários da grande João Pessoa. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão. O alvo do mandado de prisão foi um auditor fiscal paraibano. O nome dele não foi divulgado.

Veja também  Cantor Tarik Lima e namorada morrem após acidente na BR-101, na PB

O outro destaque ficou com a informação sobre a juíza paraibana que atuava no Rio Grande do Norte e foi encontrada morta no Pará. Mônica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira estava dentro de um veículo no estacionamento de um prédio em Belém. O corpo apresentava um ferimento por arma de fogo.

Em terceiro lugar ficou a notícia sobre o edital do processo seletivo para professores e técnicos bolsistas do Programa Pronatec. São ofertadas 95 vagas para professores e 99 para técnicos em 28 cidades da Paraíba.

Os destaques da semana são eleitos pelos leitores do JORNAL DA PARAÍBA em enquetes realizadas semanalmente no Instagram @jornaldapb.