Agressões e furto na prévia junina de CG

Ausência do detector de metais pode ter contribuído para a entrada de armas no Parque do Povo, durante prévia junina. 

Milhares de pessoas estiveram presentes na comemoração do Dia do Trabalho na noite da última terça-feira, no Parque do Povo, em Campina Grande. A prévia do Maior São João do Mundo contou com três atrações musicais, forte aparato policial, mas também vários focos de brigas, que culminaram em quatro pessoas feridas, vítimas de espancamentos e facadas.

Uma motoneta também foi roubada e um homem preso portando uma arma de fogo. Um adolescente que estava com uma faca foi apreendido. Mas, a polícia alega que foram casos esporádicos.

Três homens e um adolescente foram encaminhados para o Hospital de Trauma e Emergência Dom Luiz Gonzaga Fernandes. Um deles foi vítima de uma facada no pescoço e os demais se envolveram em brigas e sofreram espancamentos.

Nenhuma das vítimas apresentou estado grave, sendo medicados e liberados em seguida.

Foram atendidos com lesões por espancamento, no Hospital de Trauma, os jovens Felipe Melo Fagundes, 18 anos, morador do bairro Jardim Paulistano, Helder de Oliveira, 18 anos, e um adolescente de 17 anos, ambos moradores de Bodocongó.

Felipe Vinícius Menezes, 18 anos, foi vítima de uma facada no pescoço. O corte não teve profundidade e ele só recebeu atendimento ambulatorial.

Veja também  Suspeito de matar Anielle vai responder por estupro de vulnerável

Também durante a festa, a Polícia Militar prendeu Alan Kevin Roberto Costa de Lucena, 18 anos, com um revólver calibre 38 e quatro munições. Foi apreendido ainda um adolescente de 16 anos portando uma faca. A polícia ainda não sabe afirmar se ele é o responsável pela agressão a Felipe Vinícius.

Já Sérgio Albuquerque, 23 anos, morador das Malvinas, teve sua motoneta, de cor laranja, furtada. Todos os incidentes ocorreram no interior do Parque do Povo.

De acordo com o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar de Campina Grande, a segurança foi efetiva durante a festa. “A Polícia Militar manteve a tranquilidade no Parque do Povo. Com um público de mais de 30 mil pessoas, tivemos 300 policiais de serviço no evento”, afirmou Souza Neto.

A Assessoria de Imprensa da Prefeitura informou que não foi usado detector de metal na prévia, a exemplo do que acontece no São João, pois as entradas ainda estão abertas.