Agentes penitenciários passam a usar cães em penitenciária na PB

Para trabalhar com animais, agentes foram capacitados no Curso Básico de Condução de Cão Penitenciário.

A Penitenciária de Segurança Máxima Criminalista Geraldo Beltrão, em Mangabeira, passa a contar com os serviços do Grupo Penitenciário de Operação com Cães (GPOC). Para poderem realizar operações de segurança com o auxílio dos cães penitenciários, agentes foram capacitados no Curso Básico de Condução de Cão Penitenciário.

Durante o curso, os agentes aprenderam a conduzir cães penitenciários em diversas atividades, como faro de drogas, guarda e proteção, tomada de cela, monitoramento de banhos de sol, operações de controle de distúrbio, busca de presos e atividades afins.

"Isso é um marco dentro do sistema prisional, pois o apoio do cão é de extrema importância em situações de crise e agora contamos com um grupo capacitado e especializado, melhorando desta forma, o desenvolvimento das ações", comentou o gerente do sistema prisional, major Sérgio Fonseca.