Caminhoneiro sob efeito de anfetaminas é preso no Agreste

Segundo a polícia, motorista atropelou cones de um local de acidente e não obedeceu às ordens de parada.

Um caminhoneiro foi preso na manhã desta segunda-feira (19) após atropelar vários cones de sinalização colocados pela Políca Rodoviária Federal (PRF) em um local de acidente no município de Pocinhos, no Agreste do Estado. Segundo a PRF, o motorista estava sob efeito de anfetaminas.

Conforme a polícia, equipes estavam atendendo vítimas de um acidente no km 195 da BR-230 quando o caminhão passou em alta velocidade; por pouco os policiais, bombeiros e legistas também não foram atropelados. Os cones estavam distribuídos a uma distância de aproximadamente 150 metros do local em que os profissionais trabalhavam.

Os agentes da PRF tentaram fazer com que o veículo parasse, mas o motorista desobedeceu a ordem e acelerou ainda mais o caminhão. Uma perseguição foi iniciada, durante a qual o caminhoneiro impediu a passagem dos policiais por diversas vezes, ziguezagueando propositadamente. O motorista só foi parado pela polícia após 15 km.

Com o motorista foi encontrada uma cartela com três comprimidos da anfetamina conhecida como ‘nobésio’, que é uma droga de uso controlado. Segundo a PRF, o medicamento, chamado popularmente de ‘rebite’, é um inibidor de apetite, mas é utilizado por muitos caminhoneiros por causa do efeito estimulante do sistema nervoso central, fato que inibe o sono por longas horas.

O caminhoneiro já havia sido preso em agosto do ano passado por não ter parado após colidir em um veículo que estava parado no acostamento de uma rodovia. Na ocasião ele foi detido com vários comprimidos da mesma droga.