Ataque em casa noturna na Turquia deixa 39 mortos na madrugada de Ano Novo

Rede de televisão local informou que o terrorista estava vestido de Papai Noel.

O ataque de um atirador em uma casa noturna na cidade Istambul, na Turquia, na madrugada deste domingo (1º) deixou ao menos 39 mortos e 69 feridos durante a comemoração do Ano Novo, segundo o ministro do interior, Suleyman Soylu. Oito dos feridos estão em estado crítico, segundo a emissora de televisão Al Jazeera. O ataque aconteceu às 1h15 da madrugada, hora local (19h15 no Brasil).

De acordo com Soylu, há 16 estrangeiros entre os 21 mortos já identificados: pessoas da Arábia Saudita, Marrocos, Líbano, Líbia e Israel. Uma jovem israelense morta no ataque já teve a identidade revelada pela imprensa: Leanne Nasser, de 19 anos. Ela estava no local com três amigos de sua cidade, Tira, que fica na região central de Israel. Um deles ficou ferido. Ao menos três feridos no ataque são de nacionalidade francesa.

Ainda segundo Soylu, o atirador segue foragido e está sendo procurado em uma operação policial. O governador de Istambul, Vasip Sahin, afirmou que o atirador agiu sozinho e classificou o caso de "ataque terrorista". O ataque aconteceu no Reina, um dos clubes mais populares de Istambul, que também tem uma área de bar e restaurante.

A rede local CNN Turk disse que o terrorista estava vestido de Papai Noel, e em um primeiro momento os meios de comunicação turcos mencionaram que havia até quatro terroristas vestidos dessa maneira. Sahin não revelou a identidade do agressor, e nenhum grupo reivindicou a responsabilidade pelo ataque até o momento.